Tamanho do texto

Juvenal Juvêncio acabou optando pelo nome do ex-presidente para sucedê-lo no cargo. A eleição está marcada para abril de 2014

O ex-presidente do São Paulo Carlos Miguel Aidar irá concorrer novamente ao cargo máximo do clube do Morumbi. Mandatário tricolor entre 1984 e 1988, Aidar confirmou ao iG Esporte que será o candidato da situação no pleito marcado para abril de 2014. Seu oponente será Kalil Abdalla, ex-diretor jurídico que se aliou a Marco Aurélio Cunha, principal nome da oposição.

Deixe seu recado e comente a notícia com outros torcedores

O lançamento da candifatura de Aidar - que comandou o clube durante as conquistas dos títulos paulistas de 1985 e 87 e do Brasileiro de 86 - acaba também atrapalhando a intenção da oposição em promover uma candidatura de consenso, como o próprio Abdalla havia confirmada ao iG no último dia 20 de agosto, quando confirmou sua intenção de concorrer à presidência.

Veja também: Kalil Abdalla deixa diretoria para se lançar à presidência do São Paulo

O lançamento da candidatura de Carlos Miguel Aidar também sepultou as intenções políticas de outras importantes forças dentro do clube e que sonhavam em suceder Juvenal Juvêncio, como o vice-presidente do clube, Carlos Augusto de Barros e Silva, o Leco, e do vice de marketing, Julio Casares.

Carlos Miguel Aidar, de 67 anos, é filho de um dos presidentes históricos do São Paulo, Henri Aidar. É advogado e antes de seu primeiro mandato no clube, também exerceu o cargo de diretor de fuitebol. Foi fundador do Clube dos 13, em 1987.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.