Tamanho do texto

Meia foi dispensado do amistoso do Chile contra a Espanha e teve a volta ao Palmeiras antecipada, mas ainda não é presença garantida para enfrentar o ASA

Gilson Kleina, técnico do Palmeiras
Fernando Dantas/Gazeta Press
Gilson Kleina, técnico do Palmeiras

Quando Valdivia foi convocado pela seleção chilena, Gilson Kleina não escondeu a preocupação com o estado físico da principal estrela do Palmeiras . O técnico, no entanto, respirou aliviado quando o argentino Jorge Sampaoli resolveu liberar o camisa 10 do Chile de amistoso contra a Espanha, antecipando o retorno ao Brasil.

Após a boa atuação do palmeirense na vitória tranquila por 3 a 0 sobre a Venezuela, Sampaoli não achou necessário forçar a participação do meia nesta terça-feira, em amistoso contra os espanhóis, e decidiu liberá-lo. A decisão foi muito comemorada por Kleina.

Deixe seu recado e comente a notícia com outros torcedores

"A presença do Valdivia é sempre um reforço, é um craque. Nosso grupo aceita muito bem", disse o treinador do Palmeiras, antes de deixar claro que não agirá de forma desesperada para escalar o camisa 10 entre os titulares na terça-feira, diante do ASA.

"É claro que vou ter de analisar de que forma ele está vindo, como vai ser a chegada. Preciso manter uma equipe forte contra o ASA e continuar uma sequência de vitórias", completou Kleina.

*Com Gazeta

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.