Tamanho do texto

Equipe baiana saiu na frente, mas Neto Berola marcou no fim e evitou a derrota dos mineiros

Diego Tardelli passa por Kadu, zagueiro do Vitória
Felipe Oliveira/Agif/Gazeta Press
Diego Tardelli passa por Kadu, zagueiro do Vitória

Visitante bastante desfalcado, campo pesado devido à chuva em Salvador e muita disputa de bola no meio de campo. Este foi o cenário do jogo entre Atlético-MG e Vitória neste sábado, no Barradão. Depois de um bom início de jogo, os mineiros perderam a concentração na partida permitindo a melhora dos baianos, que abriram o placar, mas os atleticanos reagiram garantindo o empate em 1 a 1, já no fim.

Comente esta notícia com outros torcedores

O primeiro gol do jogo foi anotado por Marquinhos em uma jogada em que a defesa mineira tentou um recuo para Victor e a bola perdeu velocidade na poça de água, obrigando o goleiro a dividir a bola com Dinei. O atacante levou a melhor e a sobra parou nos pés de Marquinhos, que rolou para as redes. No segundo tempo, Fernandinho deu assistência para Neto Berola, que fuzilou Wilson garantindo o empate. Com o resultado, o Atlético chegou aos 22 pontos, contra 23 do Vitória.

Na sequência do Campeonato Brasileiro, o Atlético-MG terá compromisso contra a Ponte Preta, jogo adiado da oitava rodada, e que será realizado nesta terça-feira, no Independência. Já o Vitória, vai visitar o Internacional, na próxima quinta-feira, no Rio Grande do Sul.

O jogo

Debaixo de forte chuva, o duelo entre Atlético-MG e Vitória foi disputado mais na base da vontade que na técnica, já que o campo pesado prejudicou o desenvolvimento da partida. Apesar dos desfalques, o visitante iniciou melhor o jogo, com a primeira chance de gol saindo dos pés de Fernandinho, em chute da entrada da área, que a zaga baiana desviou para escanteio.

Sem um centroavante de ofício, Tardelli, Fernandinho e Guilherme se revezaram na função, confundindo a marcação do Vitória em algumas ocasiões. No momento em que o Atlético passou a ter o controle do jogo, o time da casa surpreendeu em um lance de vacilo geral da zaga alvinegra.

Veja como está a classificação do Campeonato Brasileiro

Aos 16, a defesa mineira tentou um recuo para Victor, a bola perdeu velocidade na poça de água, obrigando o goleiro do Atlético a dividir a bola com Dinei, o atacante do Vitória levou a melhor e a sobra parou nos pés de Marquinhos, que só teve o trabalho de rolar para o fundo das redes, abrindo os trabalhos no Barradão. O gol deu moral para o Vitória, que reequilibrou o confronto.

O Atlético-MG teve uma grande chance para empatar o jogo aos 30 minutos, quando Guilherme roubou a bola pela direita e cruzou para a área, três jogadores do Galo estavam livres para marcar, mas Leonardo Silva tentou fazer o gol com o joelho e desperdiçou oportunidade clara de deixar tudo igual no placar. O Vitória respondeu com Maxi Biancucchi, que em tiro cruzado acertou a rede pelo lado de fora.

O técnico Cuca apostou nas entradas de Dátolo e Luan no intervalo, as mudanças deixaram o Galo mais ofensivo, mas o time mineiro também deu espaços para o Vitória. Com isso, o panorama da partida apresentou um duelo mais aberto, mas com as condições do gramado ainda atrapalhando o jogo. Cáceres perdeu chance para o Vitória e o zagueiro Emerson respondeu com os visitantes quase chegando ao empate.

Com Ronaldinho e Dátolo distribuindo jogo no meio-campo, o Atlético-MG passou a ter mais posse de bola, mas os alvinegros encontraram problemas para imprimir um ritmo acelerado na partida. Aos 18, R10 cobrou falta com enorme perigo contra a meta de Wilson, a bola passou muito perto do ângulo esquerdo, levantando o torcedor do Galo presente no Barradão.

Aos poucos, os atleticanos foram intensificando a pressão, deixando os baianos acuados no campo defensivo e praticamente abdicando do ataque. O esforço dos mineiros foi coroado com uma assistência perfeita de Fernandinho para o atacante Neto Berola, que da marca do pênalti fuzilou o goleiro Wilson para deixar tudo igual no marcador aos 40 minutos, dando números finais ao jogo.

FICHA TÉCNICA
VITÓRIA 1 X 1 ATLÉTICO-MG

Local: Estádio Barradão, em Salvador (BA)
Data: 07 de setembro de 2013 (sábado)
Horário: 18h30 (de Brasília)

Árbitro: Raphael Claus (SP)
Assistentes: Carlos Augusto Nogueira Júnior (SP) e Wagner de Almeida Santos (RJ)
Cartões amarelos: (Vitória) Kadu (Atlético-MG) Ronaldinho, Rosinei, Richarlyson, Neto Berola
Gols: Vitória: Marquinhos, aos 16 minutos do primeiro tempo
Atlético-MG: Neto Berola, aos 40 minutos do segundo tempo

VITÓRIA: Wilson; Ayrton, Kadu, Victor Ramos e Juan; Michel, Cáceres, Marquinhos (Neto Coruja) e Renato Cajá (Alemão); Maxi Biancucchi (Leilson) e Dinei
Técnico: Ney Franco

ATLÉTICO-MG: Victor; Michel, Leonardo Silva, Emerson e Richarlyson; Josué, Rosinei (Luan), Ronaldinho e Guilherme (Dátolo); Fernandinho e Tardelli (Neto Berola)
Técnico: Cuca

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.