Tamanho do texto

Protagonista da vitória sobre o Atlético-GO por 3 a 1, atacante admite que equipe recuou de maneira excessiva depois de abrir vantagem no marcador

Alan Kardec comemora gol com seus companheiros em Itumbiara
Carlos Costa/Futura Press
Alan Kardec comemora gol com seus companheiros em Itumbiara

O duelo contra o Atlético-GO na tarde deste sábado serviu para o Palmeiras espantar qualquer princípio de crise na temporada. Contando com atuação segura e dia inspirado de Alan Kardec, venceu por 3 a 1 e voltou à liderança da Série B. Após o triunfo, o centroavante não escondeu a alegria por ser o protagonista da reação.

"Foi muito importante, principalmente por ajudar a recuperar liderança. Valeu muito por isso", celebrou o atacante contratado para o segundo semestre. Kardec marcou o primeiro gol aos 11 minutos, aproveitando cobrança de escanteio de Wesley pela direita. Quatro minutos depois, bateu pênalti com categoria e ampliou.

Deixe seu recado e comente a notícia com outros torcedores

Com a vantagem no placar, os palmeirenses abdicaram do ataque e apenas esperaram o adversário no campo de defesa. Apesar da postura arriscada, o time treinado por Gilson Kleina não sofreu sustos durante o primeiro tempo e, para a etapa complementar, voltou a adiantar a marcação para impedir possível reação dos rubro-negros.

Kardec admitiu que a equipe recuou de maneira excessiva, mas negou que tenha sido por falta de compromisso com uma partida que poderia ser considerada resolvida ainda no primeiro tempo. "O time não relaxou, mas quando se está em vantagem no placar é preciso manter a tranquilidade e a posse de bola", afirmou.

O centroavante, que anotou o oitavo gol na Série B, lembrou que a queda no ritmo pode ter sido provocada pelo desgaste dos jogadores por atuarem em um gramado de grandes dimensões como o do estádio Juscelino Kubitschek, em Itumbiara: "O gramado aqui é grande, por isso era importante focar na marcação".

*Com Gazeta

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.