Tamanho do texto

Lateral-esquerdo do Corinthians disse que dores na coxa esquerda e no púbis já vem incomodando há algumas semanas

Dos dois jogadores do Corinthians que deixaram o gramado lesionados contra o Internacional, o lateral esquerdo Fábio Santos é o que mais preocupa no clube para a próxima rodada do Campeonato Brasileiro. Enquanto Cássio deve se recuperar a tempo de enfrentar o Náutico, o ala admitiu que as dores dificilmente permitirão sua presença no gramado do Pacaembu, no domingo.

Deixe o seu recado e comente esta notícia com outros torcedores

Fábio Santos, lateral-esquerdo do Corinthians
Daniel Augusto Jr./Agência Corinthians
Fábio Santos, lateral-esquerdo do Corinthians

"Já vinha incomodando há algumas semanas e ontem (quarta) piorou. Acho que vai ser difícil de jogar, mas vamos ver, porque serei reavaliado", afirmou o lateral esquerdo, no desembarque da delegação alvinegra, no aeroporto de Cumbica, em Guarulhos.

Confira a classificação e a tabela de jogos do Brasileiro

Fábio Santos foi substituído do jogo em função do problema na coxa esquerda, que atinge também o púbis. O jogador só não anunciou ainda que está fora porque sabe que o time terá muitos desfalques diante do Náutico.

"Acho que preocupa, mas vamos tentar conversar, porque há muitos jogadores fora, por suspensão, contusão... Enfim, vamos ver o que dá para fazer, mas está incomodando", reiterou.

Já o goleiro Cássio, que também foi substituído em Novo Hamburgo, teve um discurso mais otimista. Apesar das dores sofridas pela pancada que levou em disputa com Leandro Damião, o atleta praticamente se coloca à disposição de Tite para o fim de semana.

"Estou melhor, apenas com dores musculares, mas devo ficar pronto até domingo para jogar", afirmou. O médico Guilherme Runco, que acompanhou a delegação na viagem ao Rio Grande do Sul, manteve a cautela com ambos os jogadores.

"O Cássio levou a pancada na cabeça, mas está bem. Ele sente dor ainda, principalmente no ombro, mas vamos aguardar até amanhã (sexta) e sábado para saber se vai ter condição de jogo ou não. Já o Fábio vinha com dor no adutor e piorou bastante no fim do primeiro tempo. Optamos por tirá-lo e vamos ter de aguardar para definir", explicou.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.