Tamanho do texto

Fenômeno ainda afirma que elenco do Barcelona é melhor que o do Real Madrid no momento e dá conselhos para Gareth Bale, novidade no time merengue

Ronaldo participa de torneio de poker em Barcelona
Reprodução/Mundo Deportivo
Ronaldo participa de torneio de poker em Barcelona

Ronaldo participa de um torneio de poker na Europa e, mesmo dois anos após a aposentadoria dos gramados, ainda é referência para analisar o futebol do velho continente. O Fenômeno deu uma entrevista à Rádio Barcelona  entre uma cartada outra e falou de Neymar, Messi e deu conselhos a Gareth Bale. 

Deixe seu recado e comente com outros leitores

O ex-jogador se mostra um admirador do futebol do argentino. Perguntado sobre com quem ele gostaria de ter jogado, Ronaldo não pensa duas vezes. Messi é a resposta. E para craque, Messi ajudará na evolução de Neymar. 

"A Europa, o Barcelona e o Messi vão fazer muito bem pra ele. E o Brasil terá um Neymar melhor ainda. Vai aprender muito", analisou.

Leia também: Neymar destaca entrosamento com Messi e vê Barcelona em evolução

Messi vai fazer bem a Neymar, na opinião de Ronaldo
Getty Images
Messi vai fazer bem a Neymar, na opinião de Ronaldo


Ronaldo fez história na Europa e defendeu Barcelona e Real Madrid. Perguntado sobre as diferenças de elencos de seus ex-times, o Fenômeno afirmou que os catalães estão à frente. "Neste momento, o do Barcelona me parece melhor", comentou, mesmo após os merengues confirmarem a compra de Gareth Bale, do Tottenham.

O ‘curinga’ galês, que pode jogar na lateral-esquerda, no meio-campo e no ataque, é a transação mais cara do clube de Madri, superando até mesmo a de Cristiano Ronaldo. O presidente Florentino Pérez desembolsou quase 100 milhões de euros (mais de R$ 310 milhões) para tirá-lo de Londres.

Leia mais: Bale é apresentado no Real Madrid com grande festa no Bernabéu

Para Ronaldo, Bale terá que se esquecer deste valor astronômico para corresponder às expectativas e brilhar com a camisa 11. "Ele não pode ter obsessão pelo preço que pagaram nele. Vai ser normal os torcedores criticarem ele, só pela cifra que o clube usou", previu.

O ex-camisa 9 soube lidar com esta pressão muito bem. Em 2002, quando defendia a Inter de Milão, o Real pagou aproximadamente R$ 140 milhões (câmbio atual) para tê-lo, e Ronaldo não decepcionou: permaneceu no Santiago Bernabéu durante cinco anos, conquistando títulos e idolatria.

*com Gazeta Esportiva

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.