Tamanho do texto

Acordos entre Portugal e Brasil ganham destaque nas transferências desde janeiro de 2013

Bale custou mais de R$ 300 milhões ao Real Madrid
Daniel Ochoa De Olza/AP
Bale custou mais de R$ 300 milhões ao Real Madrid

A Fifa divulgou nesta terça-feira um balanço da janela internacional de transferências fechada na segunda-feira com um saldo de US$ 3,36 bilhões (cerca de R$ 8 bilhões). O valor é 29% maior do movimentado em 2012. O valor soma os negócios que envolveram 10.454 jogadores entre 1º de janeiro e 2 de setembro deste ano.

Leia mais: Europa tem reforço mais caro da história, novos ricos, ex-rico e pechinchas

O número de transferência se assemelha a de 2012, quando 10.513 foram negociados. Ao todo, 5.018 clubes de 164 países de todo o mundo realizaram transferências de jogadores neste periodo.

Confira ainda: Dinheiro da TV impulsiona gasto recorde com transferências na Europa

A Fifa informou também que as comissões pagas a intermediários dos clubes nestas negociações aumentou em 20% em relação a 2012. No ano passado esse valor chegou a US$ 141 milhões. Neste ano o valor foi de US$ 169 milhões. Em relação a 2011 o aumento da comissão dos agentes Fifa foi de 80%. 

E mais: Bale protagoniza venda mais cara da história e Real é destaque na lista dos 10 mais

No relatório da Fifa, destaca-se a relação entre Brasil e Portugal em 2013. Os dois países registraram o maior número de transferências com 132 jogadores que deixaram Portugal para atuar no Brasil em 2013. Em seguida estão Argentina e Chile com 98 jogadores.

Guia do Boleiro: Torcida escolhe a camisa 22 para ser usada por Kaká no Milan

Em relação a valores, as maiores quantias foram feitas por clubes da Espanha para os da Inglaterra: US$ 227 milhões por 38 jogadores. Em seguida estão os da Itália para a Inglaterra US$ 148 milhões por 25 jogadores.

Veja as principais transferências europeias na última janela


    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.