Tamanho do texto

Corinthians faz aniversário e em terceiro ano desde anúncio do estádio, clube ganha presente

O Corinthians anunciou que teria um estádio próprio em Itaquera no dia do seu aniversário de 100 anos, em 2010. Naquele 1º de setembro foram iniciadas as tratativas para que o sonho do clube saísse do papel.

Três anos depois, neste domingo, no dia do 103º aniversário corintiano, o estádio que já tem status de palco de abertura de Copa do Mundo , tem mais uma fase encerrada. O gramado, cultivado desde junho, vai ganhar as primeiras linhas e vai poder até receber o primeiro jogo, ainda que festivo. Com mais de 85% das obras concluídas, a Arena Corinthians deve ser concluída em dezembro. 

E mais: Com arquibancada dentro do vestiário, Arena Corinthians vai além do futebol

"No primeiro ano, em 1º de setembro de 2011, nós entregamos o primeiro pilar desse prédio (leste). O pré-moldado colocado com o primeiro pilar. No 1º de setembro de 2012 nós colocamos a primeira cobertura metálica desse prédio. O prédio já estava pronto em toda estrutura. E no 1º de setembro de 2013 nós entregamos o gramado já demarcado. São três eventos cumprindo um cronograma que não estava previsto inicialmente, mas transmite ao Corinthians como se fossem três presentes: um simbolizando a estrutura, um simbolizando a cobertura e o outro o gramado, que vai ser o palco do espetáculo", disse Frederico Barbosa, gerente de operações da Odebrecht na Arena Corinthians.

Para domingo estão marcadas algumas festividades no local. Haverá um churrasco e apresentações musicais, inclusive de trabalhadores da obra. Na data será celebrada também a conclusão de algumas áreas da nova arena. Além da demarcação do campo está marcado o início das instalações dos assentos, a conclusão da fachada com painel de led e da estrutura metálica da cobertura.

E mais:  Plantio prematuro evita que gramado repita fiasco do Mané Garrincha

Em outubro está previsto o início da colocação das arquibancadas móveis. Serão 10 mil lugares a mais atrás de cada um dos gols. Esta etapa da obra não está a cargo da Odebrecht. Os governos federal e estadual se responsabilizam pelo pagamento desta instalação e terão a Ambev como parceira.

"Da parte do governo federal o que posso assegurar é que todos os encaminhamentos foram realizados de forma satisfatória e nós estamos muito próximos de um desfecho favorável às ações para que os recursos sejam liberados para a Arena do Corinthians", disse o ministro Aldo Rebelo.

O estádio está orçado em R$ 820 milhões. Destes, R$ 420 milhões serão emprestados pelo BNDES ao Fundo Imobiliário do qual faz parte o Corinthians e que terá a Caixa Econômica Federal como repassador. Este mecanismo ainda não está fechado. Os outros R$ 400 milhões deverão ser obtidos por meio de CIDs (títulos municipais de crédito tributário), mas apenas R$ 156 milhões foram liberados.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.