Tamanho do texto

Sem dar chance ao time baiano, a Lusa conquista importante resultado para tentar escapar da zona de rebaixamento no Brasileiro

No terceiro confronto entre as duas equipes em nove dias, a Portuguesa não deu chances ao Bahia , e, com um início de jogo arrasador, construiu o placar com menos de 10 minutos do primeiro tempo. Moisés Moura, com um minuto de jogo, e Gilberto, aos quatro (de pênalti) e aos sete, abriram 3 a 0 para a Lusa, que venceu por 4 a 2. No segundo tempo, Fernandão (de pênalti) e Wallyson fizeram para o time baiano, e Bergson marcou para a Lusa.

Deixe seu recado e comente a notícia com outros torcedores

Gilberto corre para festejar um dos gols da Portuguesa diante do Bahia, no Canindé
Futura Press/Léo Pinheiro
Gilberto corre para festejar um dos gols da Portuguesa diante do Bahia, no Canindé

A Portuguesa se vingou da eliminação sofrida na Copa Sul-americana e, além de finalmente conseguir vencer o Bahia em 2013, voltou a triunfar no Campeonato Brasileiro após três rodadas. Com o resultado, a Lusa chegou aos 16 pontos e se aproximou do Criciúma, primeiro time fora da zona de rebaixamento, que tem 17.

Vindo de vitória no último jogo, contra o Náutico, o Tricolor estacionou nos 23 pontos e adiou o desejo de voltar a disputar vaga no G-4, zona em que figurou durante as primeiras rodadas do Campeonato Brasileiro.

A Lusa volta a campo na próxima quarta, quando enfrenta a Ponte Preta no Canindé. No mesmo dia, o Bahia recebe o Cruzeiro na Fonte Nova.

O jogo

A Portuguesa abriu o placar logo no primeiro minuto de jogo. Na primeira tentativa de ataque, Diogo avançou pela direita e tentou cruzar. A bola desviou na zaga do Bahia e saiu para escanteio. Na cobrança, Souza colocou na cabeça de Moisés Moura, que cabeceou forte, sem chances para Marcelo Lomba.

Dois minutos mais tarde, a Portuguesa ampliou o marcador. Gilberto entrou na área, fintou o zagueiro Titi e acabou derrubado pelo jogador do Bahia. Na cobrança do pênalti, o atacante da Lusa chutou no canto direito de Lomba, que pulou para o lado esquerdo. Aos sete minutos, a Lusa chegou pela terceira vez e marcou seu terceiro gol no jogo. Rogério avançou pela esquerda e cruzou rasteiro para Gilberto, que só teve o trabalho de empurrar a bola para o fundo das redes.

A Lusa teve a chance de fazer o quarto gol aos 14 minutos. Diogo prendeu a bola na direita e deu lindo passe para Gilberto, deixando o atacante frente a frente com Lomba. O camisa 9 da Portuguesa tentou encobrir o goleiro tricolor, que fechou bem o ângulo e desviou para escanteio.

Aos 27 minutos, Moisés apareceu na ponta esquerda, recebeu passe e arriscou para o gol de primeira, obrigando Marcelo Lomba a espalmar a bola e fazer boa defesa.

A primeira oportunidade do Bahia só veio aos 35 minutos. Fernandão recebeu bom lançamento, invadiu a área livre de marcação e finalizou para o gol. O atacante não acertou o chute como gostaria e viu a bola resvalar na trave direita de Lauro antes de sair pela linha de fundo.

Bruno Henrique foi o autor da nova chance da Lusa. Após receber passe na medida de Souza, o meio-campista finalizou de primeira com força, e abola saiu por cima do travessão defendido por Lomba.

O Bahia chegou novamente com perigo nos acréscimos do primeiro tempo. Madson entrou livre pelo lado direito da área e finalizou. A bola desviou na perna de Ferdinando e tocou no travessão. No rebote, Wallyson parou em Lauro.

Um erro de Ferdinando permitiu que o Bahia chegasse ao primeiro gol. Após falta cobrada por Wallyson, o volante da Lusa colocou a mão na bola para cortar o lance, e viu o árbitro Heber Roberto Lopes marcar pênalti. Na cobrança, Fernandão chutou forte no meio do gol.]

Cinco minutos depois, a Portuguesa acabou com qualquer pretensão do Bahia. Bergson, que entrara havia pouco, aproveitou ótimo cruzamento de Souza em cobrança de falta e, de cabeça, marcou o quarto gol da Lusa.

O Bahia diminuiu novamente aos 27 minutos. Wallyson chutou forte de fora da área, e Lauro ainda tocou na bola antes de vê-la morrendo em seu ângulo esquerdo. Dois minutos depois, a bola sobrou limpa para Fernandão, que saiu cara a cara com Lauro. O centroavante do Bahia exagerou na força, e a bola subiu, passando por cima do travessão.

FICHA TÉCNICA
PORTUGUESA 4 X 2 BAHIA

Local: Estádio do Canindé, em São Paulo (SP)
Data: 31 de agosto de 2013, sábado
Horário: 18h30 (de Brasília)
Árbitro: Heber Roberto Lopes (SC)
Assistentes: Janette Mara Arcanjo (MG) e Celso Luiz da Silva (MG)
Árbitros adicionais: Wagner dos Santos Rocha (RJ) e Bruno Arleu de Araujo (RJ)

Cartões amarelos: Ferdinando (Portuguesa) e Raul (Bahia)

Gols: PORTUGUESA: Moisés Moura, a 1 minuto do primeiro tempo, Gilberto, aos quatro e aos sete minutos do primeiro tempo e Bergson, aos 15 minutos do segundo tempo
BAHIA: Fernandão, de pênalti, aos 10 minutos do segundo tempo, e Wallyson, aos 27 minutos do segundo tempo

PORTUGUESA: Lauro, Luis Ricardo, Moisés Moura, Valdomiro e Rogério; Ferdinando, Bruno Henrique, Moisés, Souza; Gilberto e Diogo
Técnico: Guto Ferreira

BAHIA: Marcelo Lomba; Madson, Lucas Fonseca, Titi e Raul; Rafael Miranda (Diones), Hélder, Fahel e Marquinhos Gabriel; Wallyson e Fernandão
Técnico: Cristóvão Borges

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.