Tamanho do texto

Compromisso do comandante vai até o final deste ano, e salário é de R$ 80 mil mensais

Claudinei Oliveira atua como técnico do Santos desde o dia 31 de maio, quando Muricy Ramalho foi demitido. Ele vinha ocupando o posto interinamente, tanto que a direção chegou a procurar nomes como os argentinos Marcelo Bielsa e Gerardo Martino, além de Ney Franco. Porém, o trabalho de Claudinei agradou e, enfim, a cúpula praiana resolveu reformular o contrato do comandante.

Confira classificação, tabela de jogos e artilharia do Campeonato Brasileiro

Claudinei Oliveira foi efetivado no cargo com um contrato válido até o fim deste ano e que pode ser renovado por um ano. Fora isso, o técnico recebeu um novo reajuste salarial, passando a ganhar R$ 80 mil mensais.

Leia mais:  Presidente do Santos apoia Claudinei e nega rótulo de interino

"Na realidade, eu fiz um contrato com o Santos até o fim do ano. Contrato de técnico, com a opção do Santos prorrogá-lo até o fim de 2014, quando acaba o mandato dessa gestão. Fizemos dessa forma porque entendo que, pelo tempo que estou dirigindo o Santos, ficaria difícil trabalhar com um outro técnico que venha. O objetivo inicial era esse, mas as coisas foram evoluindo. Por isso, reformulamos a situação e um novo contrato está em vigor", disse Claudinei, durante sua entrevista coletiva, nesta sexta-feira, no CT Rei Pelé.

Com essa resolução, a ideia de colocá-lo como auxiliar, caso haja uma troca no comando técnico, está praticamente descartada para o treinador. A previsão inicial era de que eu ficasse por menos tempo, mas, graças a Deus, as coisas evoluíram positivamente. Como não havia mais a possibilidade de voltar atrás, demos esse passo à frente. Sempre fui tratado como efetivo, mas agora realmente aconteceu. A diretoria não divulgou porque sempre fui tratado como efetivo pelo clube", concluiu.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.