Tamanho do texto

Goleiro do Corinthians tem sido questionado por falhas, apesar da boa fase da defesa da equipe

O goleiro Cassio, do Corinthians
Mauro Horita/Gazeta Press
O goleiro Cassio, do Corinthians

A defesa do Corinthians continua exibindo ótimos números, mas o 2013 de Cássio não tem sido do mesmo nível do histórico 2012. Falhas no uso dos pés e saídas do gol em falso têm sido os motivos das principais críticas ao goleiro, das quais ele procurou se defender.

Comente esta notícia com outros torcedores

"Não posso jogar a bola para a frente se não tem ninguém lá. A preferência é sair jogando, mas, muitas vezes, os times fecham a nossa saída", afirmou o camisa 12, que trabalhou justamente a reposição com o preparador Mauri Costa Lima na sexta-feira. E não foi bem.

Cássio prometeu treinar ainda mais para minimizar as falhas desse tipo, fazendo o mesmo com as saídas do gol. O goleiro tem 1,95 m de altura e adota um estilo agressivo, atacando a bola em quase todas as oportunidades em que ela é alçada na área alvinegra.

Mais um preso em Oruro é reconhecido em confusão no Mané Garrincha

"Confesso que errei algumas vezes, mas, se você olhar as estatísticas, vai ver que não tomamos nenhum gol de cabeça de bola parada. Ninguém consegue manter o nível lá em cima sem erros. De qualquer maneira, tenho que trabalhar. A palavra é trabalhar. Para corrigir os erros e fazer o melhor para o Corinthians", disse.

Com grande ajuda da defesa e também com um ótimo desempenho debaixo dos paus, o gaúcho levou apenas sete gols em 16 partidas do Campeonato Brasileiro. A média de 0,44 bola buscada no fundo da rede por jogo deixa o time alvinegro com, de longe, a melhor defesa da competição.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.