Tamanho do texto

Medida tomada com ameaça do rebaixamento fez média do time subir de 8.553 para 16.550 torcedores por jogo, número que já é a sexta maior do Brasileirão

Jogada de marketing ou medida desesperada contra a ameaça do rebaixamento, fato é que a redução do preço dos ingressos promovida pelo São Paulo já mostra resultado dentro e fora de campo. A média de torcedores por jogo, que era uma das piores do Brasileirão, disparou apenas dois jogos depois da medida ser adotada. Assim como a renda, apesar dos valores mais baixos.

Concorda com a redução no preço dos ingressos? Deixe seu comentário

Torcida do São Paulo marcou presença no Morumbi contra o Fluminense
Site oficial
Torcida do São Paulo marcou presença no Morumbi contra o Fluminense
JOGO PÚBLICO RENDA
São Paulo 5 x 1 Vasco 8.079 R$ 204 mil
São Paulo 0 x 1 Goiás 8.892 R$ 214 mil
São Paulo 0 x 2 Santos 11.812 R$ 345 mil
São Paulo 1 x 2 Bahia 4.579 R$ 116 mil
São Paulo 0 x 3 Cruzeiro 11.675 R$ 325 mil
São Paulo 0 x 1 Internacional 6.275 R$ 163 mil
São Paulo 1 x 1 Atlético-PR 25.827 R$ 269 mil
São Paulo 2 x 1 Fluminense 55.256 R$ 658 mil

No último domingo, 55.256 pessoas pagaram para assistir à vitória por 2 a 1 sobre o Fluminense. O número é quase cinco vezes maior que o melhor público registrado pelo clube na competição antes da promoção. No dia 7 de julho, 11.819 torcedores foram ao Morumbi ver a derrota por 2 a 0 para o Santos.

Com a ajuda também da torcida no empate de 1 a 1 com o Atlético-PR no último dia 15, quando o estádio recebeu 25.827 pagantes, o São Paulo viu sua média geral subir de 8.553 para 16.550 por jogo. Saiu da 17ª posição e já é a sexta maior do Brasileirão, atrás somente de Corinthians, Flamengo, Grêmio, Cruzeiro e Vasco.

“Em um momento de transição torcida sempre é importante. Quando você entra em campo e vê aquilo é diferente. Dá confiança. É isso que faz o futebol ser apaixonante. Torcedores e jogadores interagindo”, falou o técnico Paulo Autuori.

“Quando o Morumbi está cheio, a gente se sente confiante e entra com mais determinação”, concordou o atacante Luis Fabiano.

Bom público traz retorno financeiro
O lado financeiro também vem sendo benéfico. Apesar de não ser possível comparar com a época em que estava na Copa Libertadores, o São Paulo conseguiu sua maior renda no Brasileirão na partida contra o Fluminense.

O valor arrecadado foi de R$ 658 mil. Se está muito abaixo dos quase R$ 3 milhões conseguidos na derrota para o Atlético-MG nas oitavas de final da competição continental, quando o público foi de 57.401 torcedores, a quantia é a maior no torneio nacional.

Assim como o público, o recorde financeiro era do dia do revés para o Santos: R$ 345 mil. O que mostra que, além do estádio cheio, o que é melhor para o time dentro de campo, São Paulo tem a possibilidade de ganhar mais dinheiro com a redução do preço dos ingressos.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.