Tamanho do texto

Muitas pessoas foram a salas da rede Cinemark pelo País para acompanhar o desempenho do atacante, que não jogou bem atuando ao lado de Messi por 90 minutos

Até um cover de Neymar marcou presença no jogo do Barcelona no cinema
Mário André Monteiro
Até um cover de Neymar marcou presença no jogo do Barcelona no cinema

Neymar fez sua primeira partida oficial como titular do Barcelona, pela primeira vez atuou um jogo inteiro ao lado de Messi, mas teve uma atuação apagada na decisão da Supercopa da Espanha, diante do Atlético de Madri, nesta sexta-feira. E mesmo com a conquista da taça após o empate por 0 a 0 no Camp Nou , o fraco desempenho do atacante frustrou a torcida que foi a cinemas de vários pontos do Brasil para assistir ao duelo. 

Você pagaria para asssitir um jogo de futebol no cinema? Comente

A rede Cinemark, em parceria com o Esporte Interativo, exibiu a partida em 20 cidades do País e a grande maioria das pessoas pagou R$ 40 - ou R$ 20 na meia-entrada - para ver os dribles e jogadas do ex-santista, ou pelo menos um gol dele, o que não aconteceu. A reportagem do iG Esporte acompanhou a reação dos trocedores em uma das salas de cinema de um shopping de São Paulo e ninguém poucos saíram satisfeitos.

Muitas pessoas acompanharam Barcelona x Atlético de Madri pelos cinemas do Brasil
Mário André Monteiro
Muitas pessoas acompanharam Barcelona x Atlético de Madri pelos cinemas do Brasil

Desde o início do duelo, sempre que Neymar tocava na bola, a plateia presente se manifestava aguardando uma grande jogada do atleta. Porém, os brasileiros que se destacaram foram Daniel Alves, pelo lado do Barcelona, e Miranda, do Atlético de Madri. O lateral Felipe Luís também teve uma boa atuação, mas acabou sendo expulso no segundo tempo.

Barcelona empata com Atlético, e gol de Neymar no 1º jogo dá título da Supercopa

Na etapa final, diferente do que aconteceu nos 45 minutos iniciais do jogo, Neymar foi bastante acionado pelo lado esquerdo do campo, mas entre tropeções na bola, tentativas erradas de dribles e muitos escorregões no gramado molhado, as pessoas lamentavam em voz alta. A torcida não era por Barcelona, Atlético ou qualquer outro jogador. Era declarada por Neymar.

Já nos acréscimos da partida, Neymar recebeu passe rente à linha lateral, ganhou do defensor na velocidade e partia livre, sozinho, para ficar cara a cara com o goleiro Courtois, mas o árbitro preferiu encerrar o jogo no contra-ataque, frustrando de vez os torcedores do cinema. Eram muitas vaias e poucos aplausos mesmo após o primeiro título conquistado pelo brasileiro no Barcelona.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.