Tamanho do texto

O zagueiro Werley marcou a três minutos do fim e garantiu vaga dos gaúchos, que encaram o Corinthians nas quartas

Foi com drama, mas o Grêmio conseguiu reverter a vantagem obtida pelo Santos na Vila Belmiro. Depois de perder por 1 a 0 no jogo de ida, o Tricolor fez 2 a 0 no Peixe em Porto Alegre. Souza abriu o placar aos nove da etapa final e Werley, a três minutos do fim, fez o gol da classificação gremista às quartas de final, para festa dos 27 mil torcedores que foram à Arena nesta quarta-feira.

Deixe o seu recado e comente esta notícia com outros torcedores

Souza comemora gol do Grêmio sobre o Santos
Edu Andrade/Divulgação
Souza comemora gol do Grêmio sobre o Santos

O Grêmio partiu com tudo para cima do Santos nos minutos iniciais. O Peixe suportou a pressão gremista e passou a contragolpear, até o jogo cair de ritmo na primeira etapa. A equipe santista voltou mais segura para a etapa inicial, mas aos nove minutos Souza abriu o placar para o Tricolor Gaúcho, igualando o placar feito pelo Santos na Vila. A partir daí, o jogo caiu de ritmo, as equipes passaram a arriscar cada vez menos, e quando a decisão parecia ir para os pênaltis, Werley fez o segundo gol e classificou o Grêmio.

Classificado, o time gaúcho enfrentará o Corinthians nas quartas de final da Copa do Brasil. As duas equipes voltam a campo no fim de semana, pelo Brasileiro. O Grêmio recebe a Ponte Preta, no sábado, mesmo dia em que o Peixe visita o Fluminense, no Maracanã.

O jogo
Precisando de dois gols para reverter a desvantagem da Vila Belmiro, o Grêmio começou o jogo em cima do Santos. Com menos de um minuto, Barcos conseguiu escanteio ao arrematar contra a zaga do Peixe. Aos oito e aos 14 duas novas conclusões perigosas do Pirata de cabeça. Ao time paulista, restava os contragolpes. Aos 20, Gabriel chegou a marcar em um deles, mas estava em impedimento.

Além das chegadas pelos lados, o Grêmio teve nos chutes longos uma arma. Aos 21, Ramiro quase marcou um golaço arriscando da intermediária. Três minutos depois, uma perda importante para o Peixe: Montillo, lesionado, deu lugar a Léo Cittadini, que perdeu grande chance aos 29, ao tocar de cabeça após cruzamento de Cícero por cima do gol.

O jogo caiu bastante de ritmo nos minutos finais. Com sua marcação acertada, o Santos conseguiu conter as investidas do Grêmio com maior segurança e correu poucos riscos até o intervalo. Os erros de passe do time gaúcho, que ficava ansioso por não abrir o placar, eram cada vez mais comuns.

Um desses erros quase resultou em gol do Santos, no começo do segundo tempo: Bressan recuou errado para Dida, Gabriel chegou mais rápido que o goleiro gremista, mas em vez de chutar cruzou rasteiro, e ninguém do time paulista chegou para a conclusão. Quando o jogo parecia melhor para o lado do Peixe veio o gol gremista: aos nove minutos, Barcos fez grande jogada e centrou para a chegada de Souza, que desviou para as redes.

Com o gol, o Grêmio igualou o placar feito pelo Santos na Vila Belmiro, o que levaria o duelo para os pênaltis. Com isso, a partida ficou estudada e com poucas chegadas de perigo de ambos os lados. Uma das poucas ocorreu aos 37: Everton Costa recebeu livre na área após escanteio e chutou cruzado para fora. Quando tudo parecia levar para os pênaltis, um golaço que classificou o Tricolor: após grande tabela na área santista, Pará deixou Werley livre para fazer 2 a 0.

FICHA TÉCNICA
GRÊMIO 2 x 0 SANTOS

Local: Arena do Grêmio, em Porto Alegre (RS)
Data: 28 de agosto de 2013, quarta-feira
Horário: 21h50 (de Brasília)
Árbitro: Felipe Gomes da Silva (PR)
Assistentes: Guilherme Dias Camilo (MG) e Fabiano da Silva Ramires (ES)
Público: 26.960 (25.871 pagantes)
Renda: R$ 967.346,00
Cartão amarelo: Souza, Kleber e Maxi Rodríguez (Grêmio); Renê Júnior e Gustavo Henrique (Santos)

Gols: GRÊMIO: Souza, aos 9, e Werley, aos 42 minutos do segundo tempo

GRÊMIO: Dida; Werley, Rhodolfo e Bressan; Pará, Souza, Ramiro (Gabriel), Riveros (Maxi Rodríguez) e Alex Telles; Kleber e Barcos (Yuri Mamute)
Técnico: Renato Gaúcho

SANTOS: Aranha; Rafael Galhardo, Gustavo Henrique, Durval e Mena; Alison, Renê Júnior (Neto), Cícero e Montillo (Léo Cittadini); Gabriel (Everton Costa) e Thiago Ribeiro
Técnico: Claudinei Oliveira

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.