Tamanho do texto

Júlio Terceiro não esconde admiração pelo meia corintiano e admite vontade de pegar a camisa do ídolo

Luverdense venceu jogo de ida contra o Corinthians
Assessoria Luverdense
Luverdense venceu jogo de ida contra o Corinthians

Fã do meia Danilo, o volante Júlio Terceiro vive o sonho de eliminar o Corinthians nas oitavas de final da Copa do Brasil com o Luverdense. Já o técnico Júnior Rocha promete não mudar o estilo da equipe no Pacaembu, apesar de poder jogar por um empate para avançar na noite desta quarta-feira.

Júlio ficou encabulado ao falar sobre a possibilidade de pedir a camisa para algum adversário, mas não disfarçou a admiração por Danilo. "É sossegado em campo e elogiou nosso time no primeiro jogo. Se pudesse, pegaria a camisa dele. Não erra passe, é diferenciado e não à toa ganhou dois Mundiais", disse.

Deixe seu recado e comente a notícia com outros torcedores

Expulsos na primeira partida diante do Luverdense, os atacantes Emerson Sheik e Romarinho estão fora do jogo decisivo. Assim como o meia Renato Augusto, lesionado. Desta forma, o ataque será formado por Guerrero e Alexandre Pato, enquanto Douglas ganha uma chance como articulador.

De forma polida, Júlio disse ver os desfalques como algo positivo para seu time. "O Sheik e o Romarinho são diferenciados. É uma pena que o Renato Augusto esteja machucado, mas isso é algo que nos favorece, porque ele bate muito bem de fora da área", observou.

Com apenas 32 anos, Júnior Rocha é o comandante do time responsável pela maior surpresa da Copa do Brasil até o momento. Artilheiro do Luverdense no título mato-grossense de 2009, ele encerrou a carreira de jogador em 2011 para trabalhar como técnico.

"Com 32 anos, me sinto um vencedor por dirigir um time com chances na Série C e na Copa do Brasil. Mas quero muito mais. Não sou prepotente, mas sim ambicioso e autoconfiante. Serão 11 contra 11 e, se jogarmos como em Lucas do Rio Verde, temos chance de passar", declarou.

Como venceu o primeiro jogo por 1 a 0 no Mato Grosso, o Luverdense precisa de apenas um empate para eliminar o atual campeão mundial e garantir presença nas quartas de final da Copa do Brasil. Ainda assim, Rocha promete não se trancar no campo de defesa.

"Não podemos mudar nossa forma de jogar. Temos que atuar como estamos fazendo na Série C e na Copa do Brasil. Mudando o foco, podemos nos perder. Se ficarmos com a bunda lá atrás, vamos ter problemas. Não adianta entrar na retranca", afirmou o técnico.

*com Gazeta

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.