Tamanho do texto

Técnico do Palmeiras, mesmo sem saber se continuará, destaca importância da próxima temporada, no ano do centenário do clube

Gilson Kleina, técnico do Palmeiras
Cesar Greco/Ag Palmeiras
Gilson Kleina, técnico do Palmeiras

Contratado ainda na gestão de Arnaldo Tirone para substituir Luiz Felipe Scolari e evitar o rebaixamento do Palmeiras em 2012, o treinador Gilson Kleina não foi capaz de garantir a permanência na elite do futebol nacional. Entretanto, obteve recuperação nesta temporada e, atualmente, vive seu melhor momento pela equipe paulista. Entretanto, segue com futuro incerto.

Comente esta notícia com outros torcedores

Vinculado ao Palmeiras até o fim desta temporada, Kleina reestruturou o elenco ao longo deste ano e conquistou apoio da alta cúpula alviverde, principalmente do presidente Paulo Nobre e do diretor de futebol José Carlos Brunoro. Após completar 99 anos de história nesta segunda-feira, o clube paulista segue em fase de preparação para seu centenário, mas ainda não acertou renovação com o treinador.

"Fico feliz por participar e comandar um clube que entrou no ano de seu centenário. Sabemos da grandeza desta agremiação, o patrimônio que tem com uma torcida enorme. Essa camisa tem história e grandes conquistas. Eu quero aumentar ainda mais essa história. Estou pensando somente em 2013, quero o troféu da Copa do Brasil e a volta a primeira divisão", destacou.

Desde que chegou ao Palmeiras, em setembro do último ano, Gilson Kleina comandou a equipe em 61 partidas, obtendo 31 vitórias, 12 empates e 18 derrotas. Neste período, o time alviverde balançou as redes em 96 oportunidades e sofreu 68 gols. Além disso, foi rebaixado para segunda divisão nacional, eliminado nas oitavas de final da Copa Libertadores e nas quartas de final do Campeonato Paulista.

Valdivia está fora do Palmeiras contra o Atlético-PR; Leandro retorna ao time

Nos últimos meses, com a chegada de atletas como o centroavante Alan Kardec, o meio-campista William Mendieta e o lateral-direito Luis Felipe, o Palmeiras subiu de produção e alcançou a liderança isolada do Campeonato Brasileiro da Série B. E, nesta quarta-feira, no estádio Durival de Britto, tenta chegar as quartas de final da Copa do Brasil contra o Atlético-PR.

Em evento realizado para celebrar o aniversário do clube alviverde, nesta segunda-feira, o treinador foi questionado por alguns torcedores sobre os planos para a equipe. Na próxima temporada, além do centenário, o Palmeiras terá a reinauguração do estádio Palestra Itália, que agora adota o nome de Allianz Parque. A expectativa é de que a arena seja aberta em maio.

"O ano que vem será especial para o palmeirense. Acredito que haverá não só grandes conquistas, mas também o resgate do orgulho palmeirense. As coisas não dependem apenas de mim. O mais importante é fazer um jogo de cada vez", encerrou.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.