Tamanho do texto

Meia do Fluminense comunicou o fim da sua carreira e agradeceu o Fluminense pelo apoio

Deco anunciou o fim de sua carreira no futebol. O meio-campista ainda tinha contrato com o Fluminense , onde atua desde 2010, mas o convívio com lesões musculares o forçaram a abandonar a carreira. "Gostaria muito de ter ajudado muito mais o Fluminense, mas o meu corpo não me permitiu", disse o jogador em nota divulgada por sua assessoria de imprensa. 

Deixe seu comentário para esta notícia. Deco fez bem em abandonar a carreira?

O jogador iniciou a carreira em 1996 no Corinthians e fez sua estreia contra o Atlético Mineiro no Mineirão pelo Campeonato Brasileiro daquele ano. Sua última partida foi na última quarta, dia 21, contra o Goiás pela Copa do Brasil, quando jogou por 15 minutos.

Ao longo da carreira, o jogador que defendeu a seleção de Portugal, Deco disputou 686 jogos e marcou 116 gols em oito clubes e a seleção lusitana. Defendeu Corinthians, CSA, Alverca, Salgueiros, Porto, Barcelona, Chelsea e Fluminense. Conquistou 23 títulos. Foram 11 pelo Porto, cinco no Barcelona, quatro no Chelsea e três no Fluminense. Na seleção de Portugal disputou duas Copas do Mundo e duas Eurocopas. Com 75 jogos deixou a seleção como décimo jogador que mais vestiu a camisa da seleção portuguesa. Deco completa 36 anos nesta terça-feira.

Veja a nota oficial em que Deco anuncia o fim da sua carreira no futebol

“É com muita tristeza e pesar que comunico o fim de minha carreira como atleta profissional. Os últimos minutos na quarta feira pelo Fluminense foram os últimos dos 17 anos dentro de campo como jogador de futebol. Gostaria muito de continuar até o final desta Brasileiro e ajudar a colocar a equipe novamente na Libertadores. Mas não estou conseguindo. Quero agradecer ao Fluminense, Celso Barros e todos que trabalharam comigo nestes 3 anos e me deram a oportunidade de jogar no futebol brasileiro. Mais do que isso, pude participar e ajudar a conquistar dois títulos Brasileiros e mais o Campeonato Carioca. Fui muito feliz nesta período no clube. Gostaria muito de ter ajudado muito mais o Fluminense, mas o meu corpo não me permitiu. Deixo claro que me dediquei, esforcei e muitos me apoiaram para que eu seguisse até o final de ano. Fisicamente poderia jogar, mas os meus músculos não suportam mais. Obrigado a todos e pela confiança e carinho”.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.