Tamanho do texto

"Poderíamos ter matado o jogo", avaliou o técnico do Corinthians após empate em 1 a 1 com o Vasco, em Brasília

Tite viu no bom desempenho do Corinthians no primeiro tempo o motivo pela atuação insatisfatória no segundo. Para o técnico, a equipe sofreu após o intervalo por causa do ritmo forte dos primeiros 45 minutos, motivo pelo qual acabou cedendo ao Vasco o empate por 1 a 1 em Brasília.

Comente esta notícia com outros torcedores

"O time sentiu a intensidade que aplicou no primeiro tempo", resumiu o gaúcho. "Fizemos um grande primeiro tempo. Poderíamos ter matado o jogo até. No segundo, o Vasco foi melhor e equilibrou um pouco mais. Nessa situação, acabamos tomando o gol de empate."

Pouco após o gol de Guerrero, marcado logo aos três minutos de jogo, o Corinthians quase marcou o segundo, em cabeceio de Douglas na trave. O domínio foi mantido só até certo ponto do primeiro tempo, domínio menor do que o demonstrado pelo Vasco na metade derradeira.

"Era natural que eles viessem para cima no segundo tempo, estavam em casa", disse Fábio Santos, forçando a barra ao apontar o Mané Garrincha, em Brasília, como lar cruzmaltino. "Começamos bem e tivemos a bola para fazer o segundo gol, tínhamos condição de vencer. Mas valeu pelo ponto somado fora", acrescentou o lateral.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.