Tamanho do texto

Ídolo da seleção brasileira, do Santos e do Corinthians está sendo tratado no Hospital Sírio Libanês. Estado é grave

O ex-goleiro Gilmar dos Santos Neves, campeão do mundo com a seleção brasileira nas Copas do Mundo de 1958 e 1962, está internado em estado grave no hospital Sírio Libanês, em São Paulo. Ele sofreu um infarto e seu estado é considerado delicado e irreversível pela equipe médica.

A reportagem entrou em contato com a assessoria de imprensa do hospital na manhã deste sábado e ainda não foi divulgado nenhum boletim médico. O ex-jogador segue internado e a comunicação do Sírio iria conversar com família e médicos para decidir sobre a divulgação de novas informações. 

Ídolo do Corinthians nos anos 50 e do Santos na década seguinte, Gilmar é considerado um dos maiores goleiros da história do futebol brasileiro. Desde o ano 2000, ele inspira cuidados médicos próximos por conta das consequências de um AVC (Acidente Vascular Cerebral) .

Nascido na cidade de Santos, Gylmar iniciou a carreira no Jabaquara no ano de 1951 e logo assumiu a meta do Corinthians. No time de Parque São Jorge, disputou 395 partidas e conquistou os títulos do Campeonato Paulista de 1951, 1952 e 1954 (IV Centenário) e do Torneio Rio-São Paulo, também em 1954. Como jogador do Timão, venceu a Copa do Mundo de 1958, na Suécia.

Já em 1962, ano em que foi bi-mundial com o Brasil no Chile, foi contratado pelo Santos para integrar um dos maiores times de todos os tempos ao lado de Coutinho, Pelé e Pepe. Na Vila Belmiro fez história ao faturar a Copa Libertadores da América e o Mundial de Clubes em 1962 e 1963.

Também levantou taças do Paulistão (62, 64, 65, 67 e 68), do Rio-SP (63, 64 e 66), da Taça Brasil (62, 63, 64 e 65) e do Torneio Roberto Gomes Pedrosa (68). As duas últimas foram unificadas como títulos do Campeonato Brasileiro recentemente, elevando Gilmar à galeria de lendas do futebol.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.