Tamanho do texto

Botafogo passou pelo Atlético-MG por 4 a 2 no jogo de ida das oitavas de final da Copa do Brasil e levou um gol nos últimos minutos

A vitória por 4 a 2 sobre o Atlético-MG , nesta quinta-feira, no Estádio do Maracanã, serviu para o Botafogo encaminhar sua classificação às oitavas de final da Copa do Brasil, mas o triunfo poderia ter sido mais expressivo. O time carioca vencia por três gols de diferença e Guilherme, aos 43 minutos do segundo tempo, diminuiu para os mineiros. Sendo assim, Oswaldo de Oliveira pediu cautela, mesmo ressaltando a importância da vantagem conquistada.

Sem a ‘estrela’ Seedorf, botafoguenses destacam força do elenco em vitória

"É claro que é um gol a mais, mas não tira o nosso ânimo, não tira o nosso objetivo. O Atlético-MG tem uma equipe de muita qualidade. No final, você olhava o ataque e via que a qualidade era absurda, então temos que se cuidar, mas nós vamos com vantagem. Agora, só o jogo vai dizer quem vai se classificar realmente", analisou o treinador botafoguense.

Rafael Marques celebra o terceiro gol do Botafogo contra o Atlético-MG
Castro/ Agif/Gazeta Press
Rafael Marques celebra o terceiro gol do Botafogo contra o Atlético-MG

Campeão carioca e líder do Campeonato Brasileiro, o time de General Severiano ainda não perdeu por dois gols de diferença na temporada. O comandante alvinegro, no entanto, prefere diminuir o ‘poder’ dos números para o segundo jogo. "Se a gente for pensar em estatística, isso é favorável ao Botafogo, mas não podemos levar isso em conta. Temos que entrar em campo e jogar para fazer prevalecer esses números que temos".

Preocupado com o poder ofensivo do Atlético-MG, Oswaldo de Oliveira já definiu o maior problema para o próximo jogo: o centroavante Jô. "É uma preocupação porque é dificílimo marcá-lo. Ele consegue se grande e veloz ao mesmo tempo, é um jogador canhoto, e isso causa mais dificuldade aos zagueiros para marcá-lo. Quando você pega um jogador que faz a base do lado contrário, fica mais difícil marcar".

O segundo confronto entre Atlético-MG e Botafogo será na próxima quarta-feira, às 19h30 (de Brasília), na Arena Independência. A missão do Galo é parecida com o que foi feito nas finais da Libertadores, quando precisava ganhar por dois gols de diferença. O time carioca, por sua vez, classifica com um empate ou uma derrota pela vantagem mínima.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.