Tamanho do texto

Devido à excursão de que para fora do país, São Paulo ficou com calendário apertado e será obrigado a fazer quatro jogos em oito dias

Paulo Autuori comanda treino no CT do São Paulo
Site oficial
Paulo Autuori comanda treino no CT do São Paulo

O técnico Paulo Autuori manifestou nesta sexta-feira seu incômodo com a maratona de jogos que o São Paulo enfrentará em setembro. Como a CBF remarcou a partida contra o Náutico para o início do próximo mês, o Tricolor terá uma sequência de quatro duelos em oito dias. Inconformado com a situação, o treinador pediu uma ação conjunta de jogadores, inclusive de outros times, já que Santos e o clube pernambucano também terão problemas com a falta de datas.

Deixe o seu recado e comente esta notícia com outros torcedores

"Os jogadores têm a palavra forte, porque o futebol precisa deles em campo, nos jogos televisionados... De repente, eles não se tocaram da força que têm. Este é um momento importante para que se toquem, seja em sindicato ou onde for", afirmou.

O confronto contra o Náutico deveria ter sido realizado no dia 31 de julho, mas foi adiado pela CBF porque o São Paulo estava em excursão por Alemanha, Portugal e Japão. Nesta semana, a Confederação Brasileira de Futebol anunciou que o compromisso foi remarcado para 3 de setembro, gerando críticas por parte da diretoria são-paulina.

Confira a classificação e a tabela de jogos do Brasileirão

Da forma como ficou a tabela, o Tricolor jogará em um curto espaço de tempo contra Botafogo (1º de setembro), Náutico (dia 3), Criciúma (dia 5) e Coritiba (dia 8). O Tricolor entrou com o pedido de mudança na CBF, mas ainda não recebeu resposta. Por isso, Autuori já ajusta a equipe para a série de compromissos.

"Todos sabem que São Paulo, Náutico e Santos terão vários jogos em poucos dias. Esse foi o papo que tive hoje (sexta) com os jogadores, porque vou precisar de todos bem o tempo todo. Com jogo a cada dois dias, é impossível manter o nível no limite, que é o que a gente precisa. Isso está ferindo até o que é determinado. Antes, eram 72 horas (de prazo entre partidas), e hoje são 66 horas", ponderou.

Desfalque nos últimos jogos, Luis Fabiano treina entre os reservas
No treino desta sexta-feira, Autuori fez vários testes no sistema ofensivo do São Paulo, inclusive com o atacante Luis Fabiano entre os reservas durante boa parte da movimentação. O jogador só entrou na formação principal no segundo tempo do coletivo, e o treinador faz mistério sobre o aproveitamento do atleta.

Luis Fabiano ficou fora do Tricolor nas partidas contra Atlético-PR e Flamengo, por conta de uma lombalgia, mas está liberado pelo departamento médico para o compromisso de domingo, diante do Fluminense, no Morumbi. Porém, no coletivo desta sexta, Autuori iniciou a equipe com Aloísio e Osvaldo na frente. O treinador não anunciou a escalação que utilizará nesta rodada do Campeonato Brasileiro, pois ainda aguarda a atividade de sábado.

"Qualquer jogador pode começar no banco, não tem demérito. Posso fazer três substituições, se achar importante. O grupo tem de estar forte, homogêneo e competitivo, para dar uma resposta positiva. Contra a Portuguesa, o Ganso entrou em pouco tempo e fez muita coisa, estava ligadíssimo no jogo", afirmou o treinador, citando o exemplo do meia-armador.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.