Tamanho do texto

O técnico Vanderlei Luxemburgo classificou o fato como uma fatalidade. "Trouxemos o Deco pra isso. Mas são coisas do futebol"

Após a vitória sobre o Goiás, por 1 a 0 , na noite desta quarta-feira, nem todos os jogadores do Fluminense comemoraram. Isto porque o meia Deco, que havia sido desfalque nos últimos cinco jogos, voltou a sentir dores na coxa, desta vez na esquerda, e pode ter sofrido a quarta lesão nesta temporada.

Luxemburgo analisa que novo esquema ajudou Carlinhos a ser decisivo

Durante o tempo como baixa, Deco fez treinamentos físicos específicos para voltar em grande estilo e ajudar o time na Copa do Brasil. Mesmo tendo jogado só a partir dos 28 minutos do segundo tempo, o brasileiro naturalizado português deixou o campo do Maracanã mancando.

Deco, meia do Fluminense
Rodrigo Ferreira/Photocamera
Deco, meia do Fluminense

Com semblante de abatido, Deco evitou contato com a imprensa. Perguntado sobre a situação física do craque, o goleiro Diego Cavalieri revelou tristeza geral. "Quando ele deu sinais de que estava sentindo (dores), fiquei muito triste. No vestiário foi a mesma coisa", disse em coletiva de imprensa.

"Sabemos como é complicado ficar no departamento médico. Ele vinha treinando bem, mas entrou em uma partida pegada e acabou sentindo. É um jogador de extrema importância, então esperamos que não seja nada grave", acrescentou o arqueiro. Deco será reavaliado nesta quinta.

Já o técnico Vanderlei Luxemburgo classificou o fato como uma fatalidade. "Trouxemos o Deco pra isso. Mas são coisas do futebol. Infelizmente ele sentiu. Mas vamos trabalhar, porque o Fluminense precisa dele. É uma pena. Precisamos fazer esses jogadores darem resposta ao clube", encerrou.

A reapresentação do elenco tricolor está marcada para as 15 horas (de Brasília), nas Laranjeiras. Lá, a equipe começará a preparação para a 16ª rodada do Campeonato Brasileiro, em que o adversário é o São Paulo, no Morumbi. O duelo será domingo, às 16 horas.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.