Tamanho do texto

Contratado em junho, atacante ainda não deixou a sua marca com a camisa do Palmeiras. Contra o Boa Esporte, sábado, ele pode ocupar a vaga de Leandro e desencantar

Ananias ainda não balançou as redes pelo Verdão
SÉRGIO BARZAGHI/GAZETA PRESS
Ananias ainda não balançou as redes pelo Verdão

Desde que chegou ao Palmeiras, em junho deste ano, Ananias não viu a equipe perder. Emprestado pelo Cruzeiro, onde teve poucas chances com o técnico Marcelo Oliveira, o atacante comemorou nesta quinta-feira o bom momento vivido por ele e pelo próprio Verdão, líder isolado da Série B.

O atacante vai quebrar o jejum? Deixe o seu comentário e comente com os outros leitores

"No Cruzeiro tive poucas oportunidades, não soube aproveitar, não foi culpa do treinador. Tenho é que dar sequência ao meu trabalho aqui", disse em entrevista coletiva concedida na Academia de Futebol.

Na vitória por 1 a 0 sobre o Atlético-PR,  na quarta-feira, foi Ananias o substituto de Leandro, cortado na última hora por conta de uma lombalgia. Para o jogador, o fato de ele ter sido o escolhido por Gilson Kleina simboliza esse crescimento técnico.

"O objetivo de todo jogador é ser titular, respeitando o colega e as opiniões do treinador e desempenhando um bom papel. Quero continuar assim, sendo útil ao grupo", afirmou.

Mas se está invicto com a camisa do Verdão e vem aos poucos ganhado espaço com Kleina, o atacante ainda não teve a oportunidade de balançar as redes nesses três meses. "Essa melhora é importante, mas estou devendo. Não fiz o meu (gol) ainda", admitiu.

E não são só obrigações da posição de atacante que tornam esse jejum tão incômodo para o ele. "Eu procuro me avaliar sempre. Tive algumas chances, depois desse período no Cruzeiro, e venho entrando bem. Espero que isso continue", repetiu.

No próximo sábado, Ananias pode ter a chance de provar esse crescimento técnico e marcar seu primeiro gol pelo Palmeiras. A equipe enfrenta o Boa-MG em Varginha e a tendência é que Kleina mande a campo um time misto. A partida está marcada para as 16h20 (de Brasília).

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.