Tamanho do texto

Equipe da casa pode apresentar novidades no ataque, enquanto gaúchos vão manter formação com três zagueiros

Claudinei Oliveira, técnico do Santos
Ricardo Saibun/Divulgação Santos
Claudinei Oliveira, técnico do Santos

Santos e Grêmio se enfrentam nesta quarta-feira, a partir das 19h30 (de Brasília), na briga por uma vaga nas quartas de final da Copa do Brasil. O embate marca o jogo de ida entre os dois times, que definem no dia 28, na Arena do Grêmio, quem seguirá adiante na competição.

Comente esta notícia com outros torcedores

Para esta partida, o Santos tem pelo menos uma modificação garantida. O lateral-direito Cicinho, que já defendeu a Ponte Preta na Copa do Brasil, não pode atuar. Desta forma, Rafael Galhardo e Bruno Peres disputam a posição. Galhardo leva vantagem e deve ser o escolhido pelo técnico Claudinei Oliveira.

O treinador santista, aliás, também pode fazer uma alteração no ataque. O meia Montillo, que jogou mais adiantado no empate com o Bahia, pelo Campeonato Brasileiro, deve voltar à sua função original. Com isso, o jovem Léo Cittadini cederia a sua vaga para a entrada do atacante Thiago Ribeiro, um dos principais reforços para o restante da temporada.

"Eu vou conversar com o Thiago. Ele já melhorou bastante, está em um estado físico bem melhor. Dependendo da conversa, se ele estiver preparado, posso até iniciar com ele contra o Grêmio", disse Claudinei.

O comandante do Santos demonstrou respeito ao Grêmio, elogiando o técnico Renato Gaúcho, e prevendo um confronto equilibrado. "O Renato acertou o Grêmio. Ele colocou três zagueiros, dois volantes, ajustou o time. O Renato é um grande treinador, mais um que vou ter a oportunidade de enfrentar, desde que assumi o Santos. Espero que tenhamos sucesso e possamos conseguir a classificação para a próxima fase", discursou.

Ramiro, volante do Grêmio
Lucas Uebel/Grêmio FBPA
Ramiro, volante do Grêmio

Em alta no Campeonato Brasileiro, o Grêmio vê na Copa do Brasil um atalho para voltar às grandes conquistas, que não ilustram a sala de troféus do clube desde 2001. A ideia do grupo é aproveitar a fase positiva e alcançar na Vila Belmiro um resultado positivo, para facilitar as coisas para o jogo de volta, na Arena.

"Na Copa do Brasil é diferente. Tem a questão do gol marcado fora de casa, por exemplo, que, para os critérios de desempate, vale dobrado. Mas o Grêmio é um multicampeão nesta competição, pois sabe bem como atuar com esse regulamento. Vamos para Santos com o intuito de fazermos uma grande partida e sairmos com o resultado positivo para o jogo de volta, em Porto Alegre", adiantou o volante Ramiro, autor de um golaço na vitória por 3 a 2 sobre o Vasco, no último sábado.

Por Ramiro, aliás, passa a formação vitoriosa posta em prática por Renato Gaúcho nos últimos três jogos. Em São Januário, o Grêmio atuou num 3-5-2 sem meias, com Souza postado como primeiro volante e Ramiro e Riveros compondo uma segunda linha que marcava e subia conforme a necessidade. Nos últimos três jogos, com formação mais defensiva, marcou nove gols e sofreu apenas três, dando um salto para o terceiro lugar na tabela do Brasileirão.

A formação foi discutida por Renato com os jogadores, e deve-se especialmente em função dos desfalques. Elano, com fratura na região lombar, não volta ao time tão cedo. Zé Roberto e Vargas, com problemas musculares, seguem de fora. O volante Adriano é outro que não viajou com a delegação. Em relação ao time que venceu o Vasco, Bressan retorna à zaga no lugar de Gabriel - ele cumpriu suspensão em São Januário.

Além de Ramiro, outro símbolo da boa fase gremista é o centroavante Barcos. Com Vanderlei Luxemburgo, o argentino marcou cinco gols em 19 jogos. Com Renato, fez os mesmos cinco em apenas nove partidas. Diante do Vasco, foram dois: "O nosso grupo é forte. Dá orgulho jogar com companheiros que deixam tudo em campo. Não temos esse negócio de estrelas, de quem ganha mais de salário. Todos são iguais e têm o mesmo objetivo", disse, após o jogo de sábado.

FICHA TÉCNICA
SANTOS X GRÊMIO

Local:  Vila Belmiro, em Santos (SP)
Data: 21 de agosto de 2013, quarta-feira
Horário: 19h30 (de Brasília)
Árbitro: Jailson Macedo Freitas (BA)
Assistentes: Carlos Berkenbrock (SC) e Luiz Carlos Silva Teixeira (BA)

SANTOS: Aranha; Rafael Galhardo, Edu Dracena, Durval e Mena; Alison, Marcos Assunção, Cícero e Montillo; Thiago Ribeiro (Léo Cittadini) e Willian José
Técnico: Claudinei Oliveira

GRÊMIO: Dida; Werley, Rhodolfo e Bressan; Pará, Souza, Ramiro, Riveros e Alex Telles; Kleber e Barcos
Técnico: Renato Gaúcho


* Com Gazeta

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.