Tamanho do texto

Tendão se descolou do osso da coxa esquerda do volante e operação será realizada nesta quarta-feira; prazo de recuperação segue estimado em dois meses

Guilherme ficará dois meses fora do Corinthians
Daniel Augusto Jr./Agência Corinthians
Guilherme ficará dois meses fora do Corinthians

Os exames médicos de Guilherme, do Corinthians , apontaram uma lesão incomum em sua coxa esquerda. Uma ruptura do músculo adutor havia sido diagnosticada, mas as primeiras imagens estavam prejudicadas pela quantidade de sangue. Após quase uma semana da contusão, pôde ser observado que o tendão se descolou do osso.

Acha que Ibson é o substituto ideal para Guilherme? Deixe seu comentário

"Houve uma desinserção do tendão da parte óssea. Fizemos a ressonância magnética e outros exames de imagem e comprovamos o problema", afirmou o médico Júlio Stancati, que confirmou a necessidade de cirurgia. O jogador será operado na quarta-feira, na unidade Morumbi do Hospital São Luiz.

De acordo com Stancati, a notícia não muda o prazo de recuperação estabelecido anteriormente para o volante. A previsão é que ele esteja novamente à disposição do técnico Tite em cerca de dois meses, mas o caráter pouco usual da lesão exige cuidados. A fisioterapia terá início ainda nesta semana.

Guilherme vinha fazendo um bom trabalho na difícil tarefa de substituir Paulinho, negociado com o Tottenham. O Corinthians vinha se adaptando ao estilo do camisa 19, que não chega ao ataque como o antecessor, mas tem um maior poder de marcação e passa a bola com mais precisão.

Após a contusão, Ibson acabou herdando a posição e não teve um bom desempenho na vitória alvinegra sobre o Coritiba. Tite observou o fluminense "um pouco ansioso", porém mostrou confiança em seu futebol, escalando-o novamente para o confronto com o Luverdense, na quarta, pela Copa do Brasil.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.