Tamanho do texto

Com o triunfo no interior de São Paulo, a equipe goiana subiu para a metade de cima da tabela de classificação e chegou aos 21 pontos

Walter foi decisivo mais uma vez, agora no Moisés Lucarelli, em Campinas. Ele marcou o único gol do Goiás na vitória sobre a Ponte Preta , por 1 a 0, na tarde deste domingo, e ajudou o time a se aproximar do G-4 do Campeonato Brasileiro após esta 15ª rodada.

Confira classificação, tabela de jogos e artilharia do Campeonato Brasileiro

Com o triunfo no interior de São Paulo, a equipe subiu para a metade de cima da tabela de classificação e chegou aos 21 pontos. Agora, o elenco esmeraldino voltará todas as suas atenções para o Fluminense, adversário nas oitavas de final da Copa do Brasil, que tem ida marcada para esta quarta.

Já a Macaca se manteve nas proximidades da zona de rebaixamento, com 15 tentos, e, já eliminada da Copa do Brasil, estreará na Copa Sul-Americana. Também na quarta, os alvinegros desafiarão o Criciúma, no Heriberto Hülse, no interior de Santa Catarina.

O jogo

O Goiás se sentiu à vontade no Moisés Lucarelli. Perfeito taticamente, o time também apresentou uma defesa sólida e um ataque muito movimentado, principalmente por William Matheus e Walter. Renan Oliveira e Hugo ainda ajudaram, abastecendo os dois primeiros com bons passes.

Já a Ponte Preta teve diversas dificuldades para sair jogando e, meio que desatenta, errou e foi castigada aos 17 minutos. Após boa jogada de Renan Oliveira e William Matheus, Walter recebeu passe na área, cortou para o seu pé esquerdo e mandou a bola para o canto de Roberto, abrindo o placar.O tento fez com que a torcida alvinegra se irritasse, assim como a equipe mandante. A Macaca começou a sair mais para o jogo, mas continuou pecando muito quando tinha a posse. Opção, a bola aérea foi usada, mas o centroavante e artilheiro William, bem marcado, foi totalmente anulado.

Enquanto isto, os visitantes seguiram levando muito perigo nos contra-ataques de William Matheus e Renan Oliveira. Antes do intervalo do duelo, Hugo teve ótima chance de ampliar o marcador em Campinas, mas Roberto foi rápido e conseguiu defender e salvar os seus colegas do segundo tento.

No intervalo, o técnico Paulo César Carpegiani fez duas substituições: Luis Advíncula e Fernando Bob nos lugares de Artur e Éverton Santos, respectivamente. Em pouco tempo, as alterações aumentaram a posse de bola da Macaca, que teve duas boas chances com Chiquinho.

Porém aos poucos o Goiás foi se fechando, postura que dificultou ainda mais o trabalho dos alvinegros, já que o seu ataque perdeu fôlego e só passou a apostar nas bolas paradas cobradas por Dudu Cearense. Aos 31, ele cobrou uma pela terceira vez e assustou Roberto, que mandou para escanteio.

Nos últimos dez minutos, os ponte-pretanos pressionaram, mas pararam na falta de sorte e nos erros de finalização. William, por exemplo, acertou a trave do arqueiro Renan, que ainda viu Chiquinho e Diego Sacoman quase deixarem tudo igual. Mas foi realmente o dia do Goiás.

FICHA TÉCNICA
PONTE PRETA-SP 0 X 1 GOIÁS-GO

Local: Estádio Moisés Lucarelli, em Campinas (SP)
Data: 18 de agosto de 2013, domingo
Horário: 16 horas (de Brasília)
Árbitro: Héber Roberto Lopes (SC)
Assistentes: Rodrigo F. Henrique Correa (RJ) e Janette Mara Arcanjo (MG)

Cartões amarelos: Ponte Preta: Luis Advincula Goiás: Amaral
Gol: Goiás: Walter, aos 17 minutos do primeiro tempo.

PONTE PRETA: Roberto; Artur (Luis Advincula), Ferron, Diego Sacoman e Uendel; Baraka (Rodrigo Biro), Ramirez e Chiquinho; Éverton Santos (Fernando Bob), Rildo e William
Técnico: Paulo César Carpegiani

GOIÁS: Renan; Vítor, Rodrigo, Ernando e William Matheus; Amaral (Juliano), Dudu Cearense, Tartá e Hugo; Renan Oliveira (Ramon) e Walter (Neto Baiano)
Técnico: Enderson Moreira

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.