Tamanho do texto

"Teve uma confusão, todo mundo agrediu todo mundo", disse Leandro, autor do gol da vitória do Palmeiras sobre o Paysandu no Pacaembu

Além da emoção pelos cinco gols marcados, com vitória do Palmeiras por 3 a 2 sobre o Paysandu, de virada, o jogo do Pacaembu teve tensão. Foram três episódios de trocas de socos entre atletas, com uma expulsão de cada lado. E o palmeirense Leandro, acusado de agredir Ricardo Capanema, não fez questão de se dizer inocente.

Leia mais: Em jogo de gols e socoso, Palmeiras vira e derrota o Paysandu

"Teve uma confusão, todo mundo agrediu todo mundo. Quem o árbitro viu, expulsou. Temos que agradecer a Deus por ninguém ter se machucado seriamente", disse o jogador, sincero e sem se estender sobre as acusações dos adversários.

Veja também:  Prass revela provocação a goleiro do Paysandu: "Sua cera é boa para nós"

Confusão generalizada entre jogadores de Palmeiras e Paysandu no Pacaembu
Gazeta Press
Confusão generalizada entre jogadores de Palmeiras e Paysandu no Pacaembu

Porém, o único jogador do Palmeiras expulso foi Wesley, que recebeu o cartão vermelho ao lado do zagueiro Fábio Sanches, do Paysandu. Na saída do Pacaembu, o volante disse que trocas de ofensas deram início a pancadaria.

Confira classificação, tabela de jogos e artilharia da Série B do Brasileiro

"Às vezes, a palavra atinge mais do que um soco. Ali tem algumas coisas que as pessoas falam que não tem como perdoar na hora", disse o camisa 11 do Palmeiras, que, após ser expulso, continuou discutindo com jogadores adversários.

Minutos mais tarde, depois de tomar banho para dar entrevistas, o meio-campista estava mais conformado, mas sem revelar o que ouviu em campo. "Foi de jogo, paciência. Futebol não é isso, mas, já que aconteceu, serve de aprendizado e tomara que não aconteça mais", comentou

Do lado do Paysandu, Ricardo Capanema alega ter sido vítima. "O Leandro me agrediu, me deu um soco na cabeça. Se fosse o contrário e eu tivesse dado um soco, o juiz tinha me expulsado. Temos que aceitar isso só porque jogamos contra um time grande", disse o meio-campista.

Leandro e Wesley se destacaram em uma troca de socos aos 31 minutos do segundo tempo. Aos 39, logo após Mendieta ter empatado o placar, Alan Kardec foi acertado por um chute do goleiro Marcelo, mas ninguém recebeu o amarelo, assim como na confusão originada no golpe de Leandro em Ricardo Capanema.

*com Gazeta

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.