Tamanho do texto

Na estreia pelo time mineiro, Fernandinho é expulso após cotovelada em Jorge Henrique ainda no primeiro tempo

Fernandinho foi expulso após lance com Jorge Henrique
Edu Andrade/Fatopress/Gazeta Press
Fernandinho foi expulso após lance com Jorge Henrique

No estádio do Vale, em Novo Hamburgo, Internacional e Atlético-MG fizeram um grande jogo neste domingo, que terminou com empate em 0 a 0. O resultado amplia a série ruim do time comandado por Dunga no Campeonato Brasileiro , principalmente porque não aproveitou a vantagem de ter um jogador a mais em campo durante a maior parte da partida.

Deixe seu recado e comente a notícia com outros torcedores

Estreando com a camisa do Atlético-MG, o atacante Fernandinho perdeu a cabeça, acertou uma cotovelada em Jorge Henrique, e foi expulso ainda no primeiro tempo. Os mineiros, então, apostaram só nos contra-ataques. Diante das circunstâncias, comemorou o empate fora de casa, apesar se seguir sem vencer o clube gaúcho em Porto Alegre há mais de 27 anos. Após o fim do jogo, o goleiro Victor também foi expulso por chutar a bola na torcida do Inter.

Confira a classificação do Campeonato Brasileiro

Na sequência do Campeonato Brasileiro, o Atlético-MG terá compromisso contra a Portuguesa, jogo marcado para o próximo domingo, no Independência, mas antes o Galo joga na quinta-feira, pela Copa do Brasil, encarando o Botafogo. Já o Inter vai receber o Goiás no domingo, e assim como o Galo joga pela Copa do Brasil, contra os pernambucanos do Salgueiro.

O jogo

O duelo começou com um pouco de mais de volume de jogo para o Internacional, mas com os mineiros também buscando o ataque, o que permitiu ao torcedor de Novo Hamburgo acompanhar um grande jogo. Enquanto o time de Dunga apostou na velocidade, os alvinegros procuraram esfriar o ritmo intenso dos gaúchos, tocando a bola com tranquilidade.

No duelo tático, o atacante Fernandinho, estreando com a camisa do Atlético-MG, usou muito o lado esquerdo do ataque alvinegro, tentando surpreender o lateral improvisado Jorge Henrique. O time da casa, por sua vez, apostou na troca de posições entre os jogadores de frente para confundir a defesa dos visitantes.

Após os 20 minutos de jogo, o craque Ronaldinho Gaúcho começou a aparecer mais na partida, com o Atlético-MG equilibrando as ações e valorizando a posse de bola. Luan, Fernandinho e Jô recuaram até o meio-campo recompondo a marcação e participando mais efetivamente do confronto. O Galo, porém, finalizou pouco contra a meta de Muriel.

A melhor chance atleticana só apareceu aos 30, quando o goleiro do Colorado saiu mal do gol, e no rebote, Leonardo Silva cabeceou para fora. Quando parecia que o Atlético-MG iria tomar as rédeas do jogo, o estreante Fernandinho perdeu a cabeça, acertou uma cotovelada em Jorge Henrique e foi expulso ainda no primeiro tempo, dificultando a vida dos mineiros. O Inter então promoveu uma verdadeira blitz contra Victor, que resistiu no primeiro tempo.

Jogando em casa, e precisando da vitória, o Internacional voltou para a etapa complementar da mesma forma que terminou os 45 minutos iniciais, ou seja, agredindo o Galo com intensidade e dando a impressão que a abertura do placar era apenas uma questão de tempo. Acuando, o Atlético-MG tentou valorizar ao máximo a posse de bola, principalmente com R10, que foi bem em alguns lances.

Sentindo o momento favorável do Inter, a torcida em Novo Hamburgo apoiou o time, que dentro de campo procurou furar o bloqueio defensivo dos atleticanos. Aos 14, o avante Leandro Damião recebeu ótima assistência de Scocco e tentou um toque por cobertura, na saída do goleiro Victor, mas a bola caprichosamente acertou o travessão.

A resposta do Galo veio com o Ronaldinho Gaúcho, que rolou com açúcar para Luan, que finalizou da entrada da área, assustando Muriel. Como o gol dos donos da casa não saiu nos primeiros minutos, o Atlético-MG ganhou confiança na partida, e R10 começou a distribuir o jogo com qualidade, coordenando o time do Galo.

Sem desistir, o Colorado voltou a atacar, e os 28, Fabrício foi à linha de fundo e cruzou na medida para Leandro Damião, São Victor operou milagre para fazer defesa a queima roupa. O Atlético-MG ainda teve algumas chances para vencer o jogo, mas foi o Inter que pressionou até o fim, porém, não obteve êxito e amargou o empate.

FICHA TÉCNICA - INTERNACIONAL 0 X 0 ATLÉTICO-MG
Local:
Estádio do Vale, em Novo Hamburgo (RS)
Data: 18 de agosto de 2013, domingo
Horário: 18h30 (de Brasília)
Público: 9.112 pagantes
Renda: R$ 255.490,00
Árbitro: Luiz Flávio de Oliveira (SP)
Assistentes: Rodrigo Pereira Jóia (RJ) e Luiz Cláudio Regazone (RJ)
Cartões amarelos: Jorge Henrique, Scocco e Willians (Internacional); Réver, Michel, Ronaldinho e Victor (Atlético-MG)
Cartões vermelhos: Fernandinho e Victor (Atlético-MG)

INTERNACIONAL: Muriel; Jorge Henrique, Ronaldo Alves, Alan e Fabrício; Ygor, Willians, Alex (Otávio) e D’Alessandro; Scocco (Caio) e Leandro Damião
Técnico: Dunga

ATLÉTICO-MG: Victor; Michel, Leonardo Silva, Réver e Júnior César; Pierre, Josué, Fernandinho e Ronaldinho (Rafael Marques); Luan (Rosinei) e Jô (Alecsandro)
Técnico: Cuca

*Com Gazeta

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.