Tamanho do texto

Sem Guilherme, lesionado, Tite irá escalar meia como segundo volante e solicitar que lateral direito não avence tanto na partida contra o Coritiba

Guilherme marca mais e chega menos ao ataque do que Paulinho. Por isso, quando perdeu este para o Tottenham e promoveu a entrada daquele, Tite encontrou um ajuste no Corinthians colocando o ofensivo Edenílson na lateral direita e liberando suas subidas. Agora, isso vai mudar.

Ibson será o segundo volante alvinegro a partir da partida de domingo, contra o Coritiba, no Pacaembu. O jogador vai ficar com a vaga de Guilherme, afastado por contusão por cerca de dois meses, e alterar o funcionamento do time pelo lado direito.

"Altera, sim. A orientação vai ser de alternância de infiltradores", disse Tite, mostrando à sua maneira que Edenílson terá de segurar a onda quando Ibson for à frente. Quando o lateral aparecer no apoio ao ataque, o meio-campista precisará conter seu ímpeto de avançar.

A necessidade de um novo acerto causou lamentação no treinador, que vem usando frequentemente palavras como "reconstrução" e "retomada". Com jogos sempre de quarta e domingo, não há muito tempo para que a sintonia seja bem ajustada nos treinamentos.

"Você vê como é importante a engrenagem de uma equipe. Você precisa acertar, moldar. O Paulinho é uma peça insubstituível, difícil de encontrar no futebol mundial, mas a gente tem que buscar a engrenagem. Tomara que o time não sinta tanto", concluiu Tite.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.