Tamanho do texto

Com a vitória por 3 a 1, time paranaense chega a oito jogos sem derrota no Campeonato Brasileiro e sobe para o quinto lugar na tabela

Paulo Baier comemora gol na vitória do Atlético-PR
Heuler Andrey/ Agif/Gazeta Press
Paulo Baier comemora gol na vitória do Atlético-PR

Em um começo de noite gelado em Curitiba, o Atlético-PR buscou a virada para cima do Criciúma . Com a vitória por 2 a 1 na Vila Capanema, dá continuidade à sequência de jogos sem derrotas no Campeonato Brasileiro , que já chega a oito.

Deixe seu recado e comente a notícia com outros torcedores

Com o resultado, o time paranense chega à quinta colocação, com 24 pontos, um ponto abaixo do G4, ultrapassando o rival Coritiba no critério de desempate. Já os catarinenses permanecem com 14 pontos e seguem na zona de rebaixamento.

A equipe catarinense abriu o placar aos 44 minutos da primeira etapa, com Sueliton, que tabelou com Lins, deixou a defesa para trás e balançou as redes. No segundo tempo, aos 16 minutos, Paulo Baier, cobrando pênalti, deixou tudo igual. Ederson, o artilheiro atleticano, deixou sua marca aos 27 minutos.

Na próxima rodada, o Atlético Paranaense recebe o Botafogo, domingo, na Vila Capanema. Já o Criciúma volta campo no sábado, quando recebe o Coritiba, no Estádio Heriberto Hulse, em Santa Catarina.

O jogo

O Atlético-PR começou em alta velocidade e logo na saída de bola ,Paulo Baier iniciou a jogada e tentou encontrar Ederson, mas a defesa apareceu catarinense para afastar. Aos cinco minutos, Paulo Baier cobrou falta e quase surpreendeu o goleiro Helton Leite. O maestro estava afim de jogo e aos nove minutos obrigou o goleiro a buscar chute no ângulo.

Aos poucos o tigre equilibrava um pouco as ações, chegando inclusive com grande perigo aos 14 minutos, com testada de Matheus Ferraz que carimbou a trave. O Furacão tentava atacar pelas laterais,mas não conseguia chegar à área do Criciúma. Aos 19 minutos, Jonas fez o levantamento e Helton Leite deixou a meta para interceptar.

O Tigre não ficava somente na defesa e quase surpreendeu aos 23 minutos, em bola lançada para Matheus Ferraz, que demorou para concluir e ficou sem a bola. Aos 32 minutos, Marcelo invadiu a área, se estranhou com Gílson e caiu pedindo a penalidade. O árbitro mandou o jogo seguir. Arriscando de fora da área, aos 39 minutos, Marlon mandou o petardo à direita da meta. A pressão catarinense deu resultado aos 44 minutos, com Sueliton, que deixou a defesa para trás e fez um belo gol.

Para a etapa final, o Rubro-Negro retornou com Carlos Alberto na vaga de Jonas, enquanto o Tigre voltou com Leandro Brasília no lugar de Ivo. Aos três minutos, Marlon partiu em contra-ataque, mas o lançamento foi interceptado por Bruno Silva. Na resposta, Everton partiu em velocidade, invadiu área e chutou pela linha de fundo. Aos oito minutos, Paulo Baier cobrou falta, Luiz Alberto desviou e a bola saiu.

O Furacão tentava retomar o domínio do jogo, mas o Criciúma marcava bem e esperava para jogar nos espaços abertos pela necessidade de atacar do time da casa. Até que, aos 15 minutos, Marcelo foi derrubado na área e o árbitro marcou pênalti. Na cobrança, Paulo Baier deixou tudo igual no placar e inflamou o torcedor. Aos 23 minutos, Sueliton cobrou falta e Weverton fez bela defesa.

O jogo era corrido na Vila, com pressão atleticana. Aos 27 minutos, Ederson subiu mais do que a zaga do tigre e cabeceou para o fundo das redes para virar. Aos 35 minutos, Baier quase fez gol olímpico, mas Helton Leite tirou de soco. Aos 38 minutos, Ederson recebeu passe açucarado de Marcelo e tocou de bico, pela linha de fundo. Mostrando tranquilidade, o Atlético administrou bem a vitória e segue com sua arrancada, além de manter a invencibilidade de Vagner Mancini no comando.

FICHA TÉCNICA

ATLÉTICO-PR 2 X 1 CRICIÚMA

Local: Estádio Durival Britto e Silva, em Curitiba (PR)
Data: 18 de agosto de 2013, domingo
Horário: 18h30 (de Brasília)
Arbitro: Sandro Meira Ricci (PE)
Assistentes: Emerson Augusto de Carvalho (SP) e Alessandro A Rocha de Matos (BA)
Cartões amarelos: Léo, Bruno Silva (Atlético-PR); Matheus Ferraz, Gilson (Criciuma)

Gols: ATLÉTICO-PR:Paulo Baier, aos 16 minutos e Ederson, aos 27 minutos do segundo tempo
CRICIÚMA: Sueliton, aos 44 minutos do primeiro tempo

ATLÉTICO-PR: Weverton; Jonas (Carlos Alberto), Manoel, Luiz Alberto e Léo; Bruno Silva (João Paulo), Zezinho, Paulo Baier (Juninho) e Everton; Marcelo e Ederson
Técnico: Vagner Mancini

CRICIUMA: Helton Leite; Sueliton, Matheus Ferraz, Leonardo e Gilson; Serginho (Morais), João Vitor, Marlon (Fabinho) e Ivo (Leandro Brasília); Lins e Wellington Paulista.
Técnico: Vadão

*com Gazeta

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.