Tamanho do texto

Em sua apresentação, técnico não considerou a situação do Bahia em 2012 semelhante ao dos pernambucanos

Jorginho foi apresentado nesta sexta
Simone Vilar/Site do Náutico
Jorginho foi apresentado nesta sexta

Na temporada de 2012, Jorginho assumiu o Bahia em situação delicada no Campeonato Brasileiro, dez um ótimo trabalho e o livrou do rebaixamento para a Série B. Um ano depois, o treinador vive situação parecida. Desta vez, o desafio será no comando do Náutico , lanterna da competição, com apenas oito pontos em 12 rodadas disputadas. O novo técnico evita comparações com os antigos trabalhos, pois acredita que o desafio será diferente em Pernambuco.

Comente esta notícia com outros torcedores

"O Bahia estava numa situação um pouco melhor. Já tinha um time já montando pelo menos dois anos. O Náutico não tem definido seus jogadores de ataque e está formando o time agora. Lá só coloquei as algumas coisas que achava que precisava. Os jogadores se dedicaram e trabalharam. Minha parcela foi bem pequena", explicou Jorginho logo em sua apresentação.

Neste sábado, o comandante terá seu primeiro desafio, diante do Fluminense, às 18h30 (de Brasília), na Arena Pernambuco. Jorginho, no entanto, ainda não conhece seus jogadores, por isso confiou no trabalho realizo pelos auxiliares Kuki e Levi ao longo da semana. Mesmo sem interferir, o treinador está ciente de sua responsabilidade.

"Eu estou tomando conta do time que eu ainda não conheço. Seria ignorância de minha parte ter uma vara de comando e acertar isso daqui. O time está sendo montado pelo Levi e pelo Kuki. Vamos pedir ali dentro alguma coisa sem perder a característica deles, mas a responsabilidade é minha", ressaltou o treinador.

Diante de um panorama complicado, o presidente Paulo Wanderley depositou sua confiança no novo técnico. "A partir de hoje Jorginho é o nosso novo treinador. E tenho certeza que é a última vez que viemos aqui apresentar um treinador, porque vamos com ele até o final do Brasileirão", garantiu o mandatário.


* Sem Gazeta

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.