Tamanho do texto

Após somar apenas um ponto nas duas últimas rodadas do Campeonato Brasileiro, time baiano se recupera e chega aos 22 pontos

Pedro Oldone comemora gol do Vitória
Romildo de Jesus/Futura Press
Pedro Oldone comemora gol do Vitória

Enquanto a Ponte Preta entrava em campo com o artilheiro do Campeonato Brasileiro , o desfalcado Vitória não contava com um quarteto ofensivo zerado em gols na competição. William não decepcionou e abriu o placar para os paulistas, mas os atacantes Pedro Oldoni e Vander marcarem seus primeiros gols para garantirem a virada. Marquinhos, outro que ainda não havia balançado as redes, completou o triunfo por 3 a 1 nesta quarta-feira.

O destaque alvinegro marcou o primeiro gol aos 23 minutos do primeiro tempo, avançando pela intermediária e batendo forte da entrada da área para marcar seu décimo gol no Campeonato Brasileiro.

Deixe seu recado e comente a notícia com outros torcedores

Aos seis minutos do segundo tempo, Pedro Oldoni, que entrou no intervalo, desviou na pequena área após cobrança de escanteio para empatar. Dez minutos depois, Vander acertou belo chute colocado no ângulo direito de Roberto para marcar um golaço e garantir a vitória no Barradão.

Após ter César expulso aos 41 minutos, a Ponte viu a reação ficar ainda mais difícil com o gol de Marquinhos, que recebeu de Pedro Oldoni para marcar com categoria no lance seguinte.

Assim, o Vitória volta a somar três pontos após um empate e uma derrota nas duas últimas rodadas, enquanto a Macaca vê sua invencibilidade ser encerrada após três partidas.

O Leão da Barra chega aos 22 pontos e retorna ao G-4 do Campeonato Brasileiro, ocupando exatamente a quarta posição. A Macaca, por outro lado, fica com 15 pontos na parte intermediária da tabela.

O jogo

Como costuma fazer no Barradão, o Vitória começou a partida pressionando e teve duas boas oportunidades no início. Na primeira, Euller foi lançado pela esquerda da área em boa posição aos cinco minutos, mas bateu fraco e facilitou a defesa de Roberto.

Dois minutos depois, Luís Alberto se aproximou ainda mais de abrir o placar arriscando de fora da área e mandando a bola no travessão. Depois disso, porém, a Ponte Preta equilibrou a partida. Aos 11 minutos, Chiquinho bateu de longe para defesa de Wilson.

Aos 20 minutos, o meia do time paulista voltou a assustar batendo colocado da entrada da área, mas a bola passou à direita da trave. Três minutos depois os visitantes chegaram ao gol: após falha na saída de bola, William avançou, aplicou uma finta sobre Fabrício e bateu forte para abrir o placar.

O Leão da Barra tentou partir para cima e assustou seis minutos depois após sofrer o gol, com Luís Alberto cabeceando uma cobrança de falta de Renato Cajá à esquerda do gol. A equipe, porém, sentia os desfalques e encontrava dificuldade na armação.

No entanto, os mandantes melhoraram após o intervalo. Pedro Oldoni entrou no intervalo no lugar do apagado Rômulo e precisou de apenas seis minutos para abrir o placar, desviando a bola na pequena área após Fabrício cabecear uma cobrança de escanteio de Renato Cajá.

O Vitória manteve o ímpeto ofensivo e chegou à virada dez minutos depois, com Vander recebendo na meia-esquerda, cortando para a perna direita e acertando o ângulo direito de Roberto para marcar um golaço.

Depois disso, o Vitória passou a controlar o jogo e foi pouco ameaçada pela Ponte Preta, que não apresentava a objetividade do primeiro tempo. Aos 41 minutos, as chances da reação visitante diminuíram com a expulsão de César, que recebeu o segundo cartão amarelo por falta sobre Vander.

No lance seguinte, Pedro Oldoni lutou pela bola na área e tocou para Marquinhos, que deixou Diego Sacoman no chão com um bom corte e tocou com categoria para o gol, garantindo a vitória e dando números finais ao jogo.

FICHA TÉCNICA - VITÓRIA 3 X 1 PONTE PRETA
Local:
Estádio do Barradão, em Salvador (BA)
Data: 14 de agosto de 2013, quarta-feira
Horário: 21 horas (de Brasília)
Árbitro: Felipe Gomes da Silva (PR)
Assistentes: Marcio Eustaquio Santiago (MG) e Neuza Ines Back (SC)
Cartões amarelos: Victor Ramos, Luís Alberto e Vander (Vitória); César e Chiquinho (Ponte Preta)
Cartão vermelho: César (Ponte Preta)

Gols
VITÓRIA:
Pedro Oldoni, aos sete, Vander, aos 16 minutos, e Marquinhos, aos 41 minutos do segundo tempo
PONTE PRETA: William, aos 23 minutos do primeiro tempo

VITÓRIA: Wilson; Gabriel Paulista, Victor Ramos, Fabrício e Euller; Luiz Alberto, Cáceres (Marquinhos), Camacho (Elizeu) e Renato Cajá; Vander e Rômulo (Pedro Oldoni)
Técnico: Caio Júnior

PONTE PRETA: Roberto; Artur, César, Ferron (Brian Sarmiento) e Diego Sacoman; Uendel, Baraka e Chiquinho; Everton Santos (Alemão), William e Rildo
Técnico: Paulo César Carpegiani

*Com Gazeta

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.