Tamanho do texto

Sem poder contar com alguns titulares incontestáveis, técnico apostou na tradição do clube em revelar talentos para segurar o empate em 0 a 0 com o Corinthians

Vanderlei Luxemburgo, técnico do Fluminense
Jorge Rodrigues/Agência Eleven/Gazeta Press
Vanderlei Luxemburgo, técnico do Fluminense

O técnico Vanderlei Luxemburgo teve muito trabalho durante a semana para armar a equipe do Fluminense para o duelo com o Corinthians. Sem poder contar com alguns titulares incontestáveis, apostou na tradição do clube em revelar talentos para segurar o empate em 0 a 0 com os paulistas .

Na lateral direita, Igor Julião seguiu na vaga de Bruno, enquanto Ronan apareceu na esquerda para substituir Carlinhos, suspenso. No meio de campo, Willian formou trio com Diguinho e Felipe ao assumir o posto que pertencia à Jean, convocado para a seleção brasileira. Pelo mesmo motivo, Kennedy foi escalado no lugar de Fred no comando do ataque.

Deixe seu recado e comente a notícia com outros torcedores

Com dois jovens nas laterais, Luxemburgo se viu obrigado a recuar o volante Edinho para funcionar como um líbero da equipe e cobrou obediência tática às promessas criadas em Xerém para não deixar a defesa formada por Gum e Leandro Euzébio exposta aos homens de frente do time de Parque São Jorge.

"A ideia de colocar três zagueiros foi por causa dos moleques que não têm marcação efetiva. Quando o Igor saía para marcar, o Ronan fazia a linha de quatro. Do outro lado, a mesma coisa. Ainda teve a proteção de um jogador de meio de campo para não deixá-los vulneráveis. Quando o momento é instável, tem que dar uma fechadinha para não arriscar muito", justificou o treinador.

Se foi cauteloso com Igor Julião e Ronan, Luxa não hesitou em apostar em Willian para pegar o Corinthians. O jovem volante estreou como titular no time profissional nesta quarta-feira no Maracanã e deve figurar no elenco principal com mais frequência se depender da empolgação demonstrada pelo técnico tricolor.

"Coloquei um menino que vocês praticamente nem sabiam quem era contra o Corinthians. Vi uns 45 minutos do Willian em um treino e vi muita técnica, qualidade e pegada. Aí e falei: ‘vou colocar’ e ele mostrou muita personalidade. A força da base do Fluminense não vem de hoje, é a história do clube. Esses meninos não têm responsabilidade por derrotas, mas podem ser essenciais para as vitórias", destacou.

Para o próximo confronto do time no Campeonato Brasileiro, Vanderlei Luxemburgo seguirá tendo problemas para montar a equipe titular. Diante do Náutico, às 18h30 (de Brasília) de sábado na Arena Pernambuco, o Flu não terá o zagueiro Gum, que foi expulso, e o volante Edinho, suspenso pelo terceiro cartão amarelo.

*Com Gazeta

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.