Tamanho do texto

Resultado de 1 a 1 dentro de casa deixa o Santos com 15 pontos, muito próximo à zona de rebaixamento. Mas a equipe tem duas partidas a menos

Edu Dracena, zagueiro do Santos
MIGUEL SCHINCARIOL / Gazeta Press
Edu Dracena, zagueiro do Santos

Autor do gol do Santos contra o Vasco, o zagueiro Edu Dracena se irritou com o empate de sua equipe, na noite desta quarta-feira, na Vila Belmiro. Nervoso com o novo tropeço, o capitão santista acredita que o time poderia ter segurado a vitória, sem sofrer o gol nos acréscimos.

Deixe seu recado e comente a notícia com outros torcedores

"Está 1 a 0, no fim do jogo, você tem que cadenciar o jogo. Não pode sofrer um gol assim. Contra o Coritiba (2 a 2) tinha sido a mesma coisa, não pode. Tem de cadenciar o jogo, ter mais experiência, administrar o resultado", destacou Dracena, na saída do gramado da Vila.

A irritação do defensor foi tão grande que Edu Dracena lembrou até mesmo um jargão utilizado pelo ex-técnico santista, Muricy Ramalho. O treinador costumava dizer que "a bola punia", em determinadas ocasiões.

"Nós tivemos muitas chances e o futebol não te permite desperdiçá-las. Como dizia o Muricy, a bola pune. No Brasileirão, você não pode bobear", concluiu o zagueiro.

Com o resultado, o Santos caiu para a 16ª posição, agora com 15 pontos ganhos, mas com dois jogos a menos em relação a maior parte dos seus concorrentes.

*Com Gazeta

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.