Tamanho do texto

Grupo quer o impeachment de Luis Álvaro de Oliveira Ribeiro por questionar a competência de sua administração

Luis Alvaro, presidente do Santos
Arquivo iG
Luis Alvaro, presidente do Santos

Um grupo de conselheiros do Santos protocolou, nesta quinta-feira, o abaixo-assinado com o pedido de uma reunião extraordinária para a votação de impeachment do presidente Luis Álvaro de Oliveira Ribeiro. Ao todo, 97 assinaturas foram recolhidas - 50 era o mínimo necessário - e apresentadas para o Conselho Deliberativo e, agora, o pedido irá passar por tramites burocráticos para a sua votação.

Comente esta notícia com outros torcedores

Em um primeiro instante, o requerimento precisa ser aprovado. Depois, o presidente do Conselho leva o tema para a Comissão de Inquérito e Sindicância. Caso a documentação passe por essas duas instâncias, os conselheiros poderão votar pela realização da reunião extraordinária, que só ocorrerá, caso dois terços do órgão aprove o pedido. Após passar por todo esse processo, a votação do impeachment poderá ser feita.

Léo repete opção de outros veteranos e troca lateral por meio de campo

A denúncia feita pelo grupo de conselheiros teve como base o item B do artigo 68 do Estatuto do Santos, que prevê: prejuízo considerável ao patrimônio ou à imagem do clube.

Vale lembrar que, na noite desta quinta, a cúpula alvinegra se reúne com os conselheiros, também em caráter extraordinário, para debater a situação política do clube. A goleada sofrida para o Barcelona (Espanha), por 8 a 0, no último dia 2, no Camp Nou, estará entre os questionamentos que serão feitos ao presidente e aos membros do Comitê de Gestão.


* Com Gazeta

    Leia tudo sobre: impeachment
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.