Tamanho do texto

Clube catarinense reivindicava uma compensação financeira pela formação do atleta Thiago Silveira

O Avaí ganhou uma ação na Fifa contra o Belenenses pela formação do atleta Thiago Silveira. O clube catarinense recebeu R$ 1,2 milhão referentes à compensação por formação incidente na transferência do jogador.

Comente esta notícia com outros torcedores

Trata-se de uma indenização instituída pela Fifa que remunera clubes formadores de um jogador quando ele se transferir ao exterior até o fim da temporada em que completa 23 anos.

Silveira jogou pelo Avaí de junho de 1999 até agosto de 2007 (ano em que completaria a idade máxima estabelecida pela Fifa), quando seu vínculo se encerrou e ele se transferiu sem custos para o clube português.

Representado pelo advogado Eduardo Carlezzo em um processo que perdura desde 2010, o Avaí foi contemplado integralmente em sua requisição à instituição máxima do futebol mundial.

"Foi um processo extremamente complicado e longo, que passou por diversas instâncias da Fifa até que tivesse sua decisão definitiva. Ao final, foi possível obter uma compensação capaz de remunerar adequadamente os investimentos feitos pelo clube no atleta durante seu período de formação", declarou o advogado.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.