Tamanho do texto

Time baiano, que conquistou somente um ponto nas últimas seis rodadas, jamais venceu a equipe de Campinas na história do Brasileirão

Caio Junior, técnico do Vitória
Site oficial
Caio Junior, técnico do Vitória

Após empatar em casa com o Fluminense e perder do Corinthians no Pacaembu, o Vitória deixou o G4 e se distanciou dos líderes do Campeonato Brasileiro . Nesta quarta-feira, às 21 horas (de Brasília), no estádio do Barradão, o time recebe a Ponte Preta , que ainda ronda a zona de rebaixamento, em partida válida pela 14ª rodada, para tentar quebrar o tabu de nunca ter vencido o time campineiro na história da competição.

Deixe seu recado e comente a notícia com outros torcedores

Para escalar a equipe que enfrenta a Ponte, o técnico Caio Júnior terá muitos problemas. O principal deles deve ser a ausência do vice-artilheiro do Brasileirão, Maxi Biancucchi. O atacante sentiu dores no músculo adutor da coxa direita antes do treinamento desta terça-feira e não deve entrar em campo. "O mais prudente é perder o jogador por um jogo do que correr o risco de depois perdê-lo com uma lesão mais séria", disse o médico Rodrigo Vasco da Gama.

Além disso, sem os laterais esquerdos Mansur e Danilo Tarracha, machucados, o treinador do clube baiano deve promover a estreia do jovem Euller na equipe profissional.  "Ainda não tem nada confirmado, mas temos um sonho de estrear no grupo principal, para poder dar continuidade ao trabalho que está sendo bem feito pelo Caio Júnior", disse Euller.

Além da lateral esquerda, o Vitória tem desfalques na ala direita e no meio de campo: lesionados, Nino Paraíba, Escudero e Dinei continuam sem condição, e devem voltar apenas contra o Cruzeiro, no próximo sábado.

"Escudero continua com uma discreta dor muscular e Dinei também ainda se queixa de dores (na parte posterior da coxa direita)", disse o médico do Vitória, Ivan Carilo. Por opção técnica, o volante Michel não foi sequer relacionado por Caio Júnior e deve dar lugar a Luiz Alberto. Por outro lado, na defesa, Gabriel Paulista, que estava envolvido em possível transferência para o Villareal-ESP, foi confirmado e deve estar em campo.

Ponte Preta bateu o Criciúma na última rodada
Denny Cesare/Gazeta Press
Ponte Preta bateu o Criciúma na última rodada

Na Ponte Preta, a principal mudança é por uma opção tática do técnico Paulo César Carpegiani, com a ida de Régis para o banco. Ferron voltará à equipe titular e Diego Sacoman será deslocado para a lateral esquerda.

"Ele (Carpegiani disse que precisa de uma defesa ainda mais consistente, já que o ataque do Vitória é perigoso", afirmou o zagueiro César, que vem se consolidando na vaga antes ocupada por Cleber, negociado com o Corinthians.

O jogo desta quarta-feira também poderia marcar um duelo individual. O capitão da Ponte, William, artilheiro do Brasileirão com nove gols, enfrentaria o segundo maior goleador da competição, Maxi Biancucchi, com oito. A lesão do argentino, no entano, deve frustrar o esperado confronto.

"É um momento importante. Eu sempre busquei os gols como todos os centroavantes buscam. Graças a Deus a equipe tem me ajudado para que isso aconteça. Já vivi outros momentos maravilhosos na minha carreira, mas este tem sido especial para mim", declarou William.

FICHA TÉCNICA -  VITÓRIA X PONTE PRETA
Local: Estádio do Barradão, em Salvador (BA) 
Data: 14 de agosto de 2013, quarta-feira 
Horário: 21 horas (de Brasília) 
Árbitro: Felipe Gomes da Silva (PR) 
Assistentes: Marcio Eustaquio Santiago (MG) e Neuza Ines Back (SC)

VITÓRIA: Wilson, Dimas, Gabriel Paulista (Fabrício), Victor Ramos, Euller; Cáceres, Luiz Alberto, Camacho e Renato Cajá (Pedro Oldoni); Vander (Maxi Biancucchi) e Rômulo
Técnico: Caio Júnior

PONTE PRETA: Roberto, Artur, César, Ferron e Diego Sacoman; Baraka, Uendel e Chiquinho; Everton Santos, Rildo e William
Técnico: Paulo César Carpegiani

*Com Gazeta

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.