Tamanho do texto

Técnico entende cobrança por conta dos maus resultados, mas acha que isso não ajuda situação da equipe

Vanderlei Luxemburgo, técnico do Flu
Bruno Haddad/Fluminense FC
Vanderlei Luxemburgo, técnico do Flu

Para Vanderlei Luxemburgo, o protesto realizado por parte da torcida do Fluminense nas Laranjeiras nesta terça-feira é normal, mas não ajuda. O técnico pediu uma reconsideração tendo em vista que o elenco atual vai seguir até o fim do Campeonato Brasileiro e é bicampeão nacional.

Comente esta notícia com outros torcedores

"O protesto foi pacífico, mas a equipe é bicampeã brasileira e vale repensar com carinho. Esse tipo de pressão causa desconforto e insegurança. O elenco foi escolhido para seguir até o final da temporada, serão eles os responsáveis pelo sucesso ou não do Fluminense, por isso vale a pena repensar", declarou o treinador.

Para o comandante, esse tipo de protesto é uma realidade no Brasil. "Não conseguimos fazer um trabalho tático e nem definir o time por causa das vaias, mas é um movimento normal. Não foi a primeira e nem a última vez que aconteceu no Brasil. Não vou dizer se é certo ou errado, mas é uma realidade", comentou.

Desde que Luxemburgo assumiu o Fluminense, após a derrota para o Grêmio, a quinta em sucessão, que causou a queda de Abel Braga no dia 28 de junho, o time somou uma vitória, dois empates e uma derrota, justamente no último jogo, quando a equipe perdeu por 3 a 2 para o Flamengo.

O Flu soma 14 pontos na 14ª posição do Campeonato Brasileiro. Na quarta-feira, às 21h50 (de Brasília), a equipe recebe o Corinthians no Maracanã pela 14ª rodada da competição.


* Com Gazeta

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.