Tamanho do texto

Atacante valoriza sua velocidade e se lembra das cobranças de veteranos na Itália

Alexandre Pato comemora gol com Seedorf no Milan
Getty Images
Alexandre Pato comemora gol com Seedorf no Milan

Alexandre Pato ainda é grato a alguns dos grandes jogadores com quem trabalhou no Milan durante cinco anos da sua carreira. Pirlo e Seedorf foram lembrados pelo jogador nesta segunda-feira. Ele comentou sobre suas características e em como os dois o ajudaram a se desenvolver. No Corinthians , Sylvinho, auxiliar técnico de Tite, tem sido o que Pirlo e Seedorf foram no Milan.

Deixe o seu recado e comente esta notícia com outros torcedores

“Venho conversando muito com o Sylvinho, e lembro que no Milan o Pirlo e o Seedorf sempre falavam comigo para eu aproveitar minha velocidade. Eu dava o passe e corria para receber de volta. Fazia isso nos treinos e fui aprendendo com eles”, lembrou. No Corinthians, ainda que não tenha se estabelecido como titular, Pato tem sido mais um centroavante fixo, diferente do que fazia no início no Milan, onde jogou de 2007 a 2012.

Leia mais: Tranquilo, Pato cita sua pouca idade para justificar erros no Corinthians

Pato e Guerrero brigam pela posição de titular do Corinthians e cada um tem características diferentes. Guerrero é pivô, mais lento, segura os marcadores. Pato é mais veloz, gosta de arrancadas e se movimenta pelos lados do campo.

Veja a classificação e os próximos jogos do Brasileirão

“No Milan comecei jogando pelo lado e depois de dois anos mais um pouco de centroavante. Mas aqui aprendei a ser ala, ajudar na marcação, mas também posso fazer o centroavante, o que segura a bola. Estou preparado para jogar na frente, na ala, de qualquer jeito eu vou estar pronto, só depende dele (Tite)”, disse o atacante.

“Quando cheguei eu pedia para eles (Pirlo e Seedorf) colocarem a bola para mim, para eu correr em profundidade e aprendi muito. Aqui no Corinthians, em seis meses, ainda estão adaptando ao meu jogo e eu ao deles, mas estamos indo muito bem”, disse atacante.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.