Tamanho do texto

Técnico vê seu time superior ao rival, mas reconhece que não o suficiente para justificar uma eventual vitória

Cuca viu um desempenho razoável do Alético-MG na Arena Pernambuco. Para o técnico, o time alvinegro produziu mais do que o Náutico no 0 a 0 deste sábado, mas não o suficiente para vencer, especialmente por causa da dificuldade para superar a marcação dos donos da casa.

Jogo fraco entre Náutico e Atlético-MG acaba sem gols em Pernambuco

"Lógico que falta de criação preocupa. Desarmar é fácil. O difícil é construir, e a construção depende de jogadores diferenciados. Hoje, eu não tinha mais opções", afirmou o treinador, lamentando a série de desfalques do Galo --- um deles, Diego Tardelli, confirmado só em cima da hora.

Confira classificação, tabela de jogos e artilharia do Campeonato Brasileiro

Cheio de problemas, Cuca pôs Rosinei e Richarlyson à frente de Pierre e Josué, com a ideia de deixar Ronaldinho mais solto. "Tentei o Richarlyson pelo lado, mas acabou não dando certo. Depois, tentei o Alecsandro, que entrou bem, para dar mais agressividade. Achei que melhorou no segundo tempo", comentou.

Atlético-MG e Náutico fizeram jogo brigado e sem gols no estádio dos Aflitos
Gazeta Press
Atlético-MG e Náutico fizeram jogo brigado e sem gols no estádio dos Aflitos

Melhorou, mas a vitória não chegou. O campeão da Copa Libertadores ainda não venceu desde que ergueu o principal troféu da América, com três derrotas e dois empates. A próxima oportunidade será na próxima quarta-feira, contra o Bahia, em Belo Horizonte.

Apesar de rival sangrando, atleticanos se revoltam e pedem pênalti

"Há um porquê para a situação do Atlético-MG. Vamos retomar o nosso futebol pouco a pouco. Foi um jogo complicado aqui, os jogadores até que renderam bem. Vamos retomar o caminho das vitórias na quarta, se Deus quiser", concluiu Cuca, que, diferentemente de seus jogadores, preferiu não falar sobre o polêmico último lance da partida na Arena Pernambuco. Os atleticanos pedem pênalti.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.