Tamanho do texto

Mesmo com a liderança provisória do Brasileiro, jogadores do time carioca deixaram o gramado do Mané Garrincha insatisfeitos com o 1 a 1

Seedorf domina a bola durante o duelo do Botafogo com o Goiás, no Mané Garrincha
Gazeta Press
Seedorf domina a bola durante o duelo do Botafogo com o Goiás, no Mané Garrincha

Desde a derrota por 2 a 1 para o Grêmio sem atuar pelo Botafogo , Henrique entrou no segundo tempo do empate da equipe por 1 a 1 com o Goiás neste sábado e não conseguiu garantir a vitória. Para o atacante, o resultado teve gosto de derrota, sentimento compartilhado por outros botafoguenses.

Deixe seu recado e comente a notícia com outros torcedores

"Nós construímos o placar, mas não conseguimos segurar. O resultado ficou com sabor de derrota. Eu estava há muito tempo sem jogar e agora entrei um pouco, mas não pude ajudar muito", declarou.

Renato também lamentou o resultado. Para o volante, a vitória era fundamental. "Cada jogo é uma final, a gente sabe que era fundamental conquistar os três pontos. Infelizmente não conseguimos, mas agora é levantar a cabeça, quinta-feira tem um jogo difícil de novo", afirmou o meio-campista.

Veja ainda: Botafogo tropeça no Goiás em Brasília e seca rivais para ser líder

Vitinho reclamou dos acréscimos e lamentou o resultado. "O Goiás segurou o jogo e o árbitro deu pouco tempo de acréscimo. Acabamos ficando com o empate, resultado que não era bom para a gente", comentou o meia.

O Botafogo soma 25 pontos na liderança do Campeonato Brasileiro. Na quinta-feira, às 21 horas (de Brasília), a equipe recebe o Internacional no Maracanã pela 14ª rodada da competição.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.