Tamanho do texto

Novo zagueiro do Flamengo teve atritos com o treinador do Corinthians, mas prefere não criticá-lo

Chicão recebe a camisa do Flamengo
Alexandre Vidal/Fla Imagem
Chicão recebe a camisa do Flamengo

Com o nome marcado na história do Corinthians pelas conquistas nos últimos cinco anos, Chicão busca vida nova com a camisa do Flamengo . Já apresentado e regularizado no clube carioca , o zagueiro não teve como escapar das perguntas sobre os recentes atritos com o técnico Tite, mas evitou criticar o comandante corintiano.

Deixe seu recado e comente a notícia com outros torcedores

Em 2011, durante a campanha do título do Campeonato Brasileiro, Tite decidiu que Chicão ficaria no banco de reservas em clássico contra o São Paulo no Morumbi. O defensor recusou a decisão e sequer acompanhou a delegação ao confronto. Mais tarde, após a conquista, boa parte do grupo tratou a decisão do treinador como essencial para a busca pelo penta.

No ano seguinte, o camisa 3 recuperou espaço e foi peça importante para o fim do tabu em relação à Copa Libertadores da América ao lado de Leandro Castán, hoje na Roma. Depois, já no Mundial, formou dupla com Paulo André. Para esta temporada, porém, Gil foi contratado junto ao futebol francês e Chicão foi novamente parar entre os reservas.

Veja também: Apresentado, Chicão celebra reencontro com “paizão” Mano no Flamengo

"Foram opções do técnico e só me cabe respeitá-las. Prefiro nem falar muito disso. Respeito todos os profissionais e suas escolhas, mas também tenho que pensar em mim. O Flamengo me procurou, fez uma boa proposta e aceitei. Prefiro pensar no futuro e lembrar das conquistas e coisas boas do passado. Eu estava treinando, estava à disposição e agora vou procurar meu espaço aqui", destacou o zagueiro.

E mais: Torcida picha muro da Gávea em protesto contra jogos do Flamengo em Brasília

Ao contrário do início da passagem pelo Parque São Jorge, quando chegou após boas atuações pelo Figueirense para atuar na Série B do Campeonato Brasileiro, Chicão sabe que chega no Flamengo com status de jogador consolidado no cenário nacional. Apesar disso, o reforço flamenguista nega que vá se incomodar com a pressão.

"Esse é mais um desafio na minha vida. Cheguei ao Corinthians desconhecido, agora chego aqui de maneira diferente, mas também quero conquistar o torcedor. Todo jogador do Flamengo tem responsabilidade, comigo não é diferente. Tem uma garotada boa que vou procurar ajudar e passar tranquilidade. O que me motiva é estar numa grande equipe", ressaltou.

* Com Gazeta

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.