Tamanho do texto

Em suas poucas palavras, o meio-campista lembrou que vive o seu melhor momento em pouco mais de um ano na equipe

Wesley, volante do Palmeiras
Gazeta Press
Wesley, volante do Palmeiras

O Palmeiras confirma o interesse do Atlético-MG em Wesley, mas o jogador garante que nada chegou a ele e revela a vontade de ficar no líder da Série B do Brasileiro. Sem, contudo, garantir que continua no clube com o qual tem contrato até fevereiro de 2015.

Deixe seu recado e comente a notícia com outros torcedores

"O futuro a Deus pertence. Mas quero ficar", disse o volante em passagem rápida do gramado para os vestiários da Academia de Futebol, no início da noite desta quinta-feira. "Pelo menos para mim não chegou nada. E estou com a cabeça aqui", assegurou.

Em suas poucas palavras, o meio-campista lembrou que vive o seu melhor momento em pouco mais de um ano na equipe. "Estou em uma crescente no Palmeiras. Por onde passei, sempre conquistei títulos, e aqui não pode ser diferente", afirmou o jogador, que passou quase o ano passado todo em recuperação de cirurgia no joelho direito.

O interesse do Atlético-MG foi confirmado pelo Palmeiras nessa quarta-feira, dia seguinte à mais uma boa atuação do volante, na vitória sobre o São Caetano. E o jogador continuou treinando normalmente com os colegas.

Wesley trocou o Werder Bremen, da Alemanha, pelo Palmeiras no começo de 2012, em negociação na qual o Verdão dividiu cerca de R$ 14 milhões em três parcelas anuais, sendo que a última deve ser paga no ano que vem. Essa cifra pode ser decisiva na saída do titular de Gilson Kleina.

O empréstimo do camisa 11 até o fim do ano agrada ao Palmeiras, mas não ao jogador. E repassá-lo por mais tempo só interessa ao clube no caso de negociação em definitivo, pois no segundo semestre do ano que vem ele já estará livre para assinar um pré-contrato e sair do clube de graça em fevereiro de 2015.

Uma forma de os mineiros convencerem o Palmeiras é o pagamento da parcela restante. Em meio ao impasse, o jogador segue treinando normalmente, e, como demonstrou na conversa nesta quinta-feira, sem mostrar abalo com a possibilidade de sair.

*Com Gazeta

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.