Tamanho do texto

Campeonato Francês começa nesta sexta-feira. Veja quem brigará por título, concorrerá a vaga em competições europeias e lutará contra o rebaixamento

Falcao Garcia: colombiano foi comprado pelo Monaco por 60 milhões de euros
Site oficial do Monaco
Falcao Garcia: colombiano foi comprado pelo Monaco por 60 milhões de euros

A exemplo do que aconteceu nos últimos anos, o PSG fez a contratação mais cara do mercado antes do início da temporada. Trata-se do atacante uruguaio Edinson Cavani, adquirido após pagamento de 64 milhões de euros (cerca de R$ 195 milhões) ao Napoli, da Itália. Mas, desta vez, não foi o clube da capital francesa quem mais gastou em reforços no país. Esta condição ficou com o Monaco, que voltou à elite e desembolsou 146,2 milhões de euros (R$ 446 milhões), contra 110,4 milhões de euros (R$ 337 milhões) dos atuais campeões nacionais.

O PSG repetirá o feito da última temporada e será bicampeão francês? Comente

Comprado pelo magnata russo Dmitry Rybolovlev em dezembro de 2011, o Monaco tem como projeto brigar com o PSG pelo domínio da França. Depois de ter vencido a segunda divisão na última temporada, o clube se movimentou bastante no mercado para tentar fazer frente ao rival já neste campeonato. A principal novidade no elenco é o atacante colombiano Falcao Garcia, comprado do Atlético de Madri por 60 milhões de euros (R$ 183 milhões). O também atacante colombiano James Rodriguez e o meia português João Moutinho são outras chegadas de destaque.

Veja: Ilhas, mansões, cadeia e bilhões. Conheça a excêntrica vida do dono do Monaco

A questão que se faz no país é se tais movimentações são suficientes para colocar o Monaco em condição de conquistar o título francês já nesta temporada. Para Garcia, a resposta é "sim". Pelo menos foi isso o que ele demonstrou logo no dia em que foi apresentado. "Estamos muitos focados em pôr o clube no topo do futebol europeu. Temos grandes jogadores, com muita ambição e garra. Vamos criar uma equipe forte e unida, que nos vai levar a grandes objetivos e a troféus", declarou o colombiano na oportunidade.

Leia mais sobre futebol francês no Le Blog Du Foot

Relembre a conquista do PSG na França na temporada passada:

Enquanto isso, o PSG contratou em menor quantidade. Além de Cavani, as outras duas aquisições do clube foram feitas com o objetivo de reforçar o setor defensivo. São eles: o lateral-esquerdo Lucas Digne, que veio do Lille, e o zagueiro brasileiro Marquinhos, ex-Roma.

Veja as camisas dos times que disputam o Campeonato Francês nesta temporada

Em relação a investimento, PSG e Monaco estão muito acima das demais concorrentes locais. Abaixo delas, a primeira equipe que aparece na lista das que mais gastaram é Olympique de Marselha, que desembolsou 21,5 milhões de euros (R$ 65,7 milhões). Resta saber se tanto esforço financeiro de fato dará resultados dentro de campo.

JOGADORES BRASILEIROS
Serão 20 no total: Thiago Silva, Marquinhos, Alex, Maxwell e Lucas (PSG), Lucas Mendes (Olympique de Marselha), Adriano Pereira e Fabinho (Monaco), Brandão (Saint Étienne), Túlio de Melo (Lille), Henrique, Mariano e Jussiê (Bordeaux), Ilan (Bastia), Hilton (Montpellier), Diego (Reims), Magno Novaes (Valenciennes), Matheus Vivian (Guingamp), Eduardo (Ajaccio) e Carlão (Sochaux).

AGENDA
Início: 9 de agosto 2013
Término: 17 de maio de 2014
Times que subiram: Monaco, Nantes e Guingamp
Times que caíram: Nancy, Troyes e Brest
Vagas na Liga dos Campeões: Três
Vagas na Liga Europa: Duas
Vagas diretas de rebaixamento: Três

BRIGA POR TÍTULO
O PSG é o atual campeão e reforçou ainda mais o elenco, que será comandado nesta temporada por Laurent Blanc -- substituto de Carlo Ancelotti, que assumiu o Real Madrid. O Monaco investiu ainda mais em contratações e promete fazer frente aos parisienses. As duas equipes são candidatas óbvias na briga pelo título francês nesta temporada. Correm por fora Olympique de Marselha e Lyon, que lutaram pela liderança no último ano durante boa parte do campeonato, mas acabaram ficando para trás nas rodadas finais.

LUTA POR VAGAS EUROPEIAS
As três vagas para a Liga dos Campeões não deverão fugir dos times que aparecem entre os principais concorrentes ao título. Mas há quatro equipes que compõem o segundo escalão de forças da França capazes de conquistar participação na Liga Europa. Duas delas disputam a competição continental nesta temporada: Nice e Saint Étienne -- em que pese a ausência do artilheiro gabonês Pierre Emerick Aubameyang, negociado com o Borussia Dortmund. As outras duas são Lille e Bordeaux.

EQUIPES COADJUVANTES
Rennes, Lorient e Valenciennes terminaram o primeiro turno do campeonato passado na briga por vagas em competições europeias, mas não mantiveram o ritmo na segunda metade e acabaram caindo na tabela de classificação. Nesta temporada, poderão até aparecer novamente entre os melhores em algum momento. Mas, pelo menos em tese, não possuem elencos fortes o suficiente para ultrapassarem a condição de coadjuvante no campeonato. Bastia, Montpellier, Reims e Toulouse são outros times que deverão exercer este mesmo papel.

BRIGA CONTRA O REBAIXAMENTO
Com exceção de alguns casos especiais, como o do Monaco, os times que sobem da segunda divisão têm como objetivo a permanência na elite. Por isso, Guingamp e Nantes terão motivos para comemorar se não terminarem a competição entre os três últimos. Ajaccio, Evian e Sochaux, que apareceram na parte de baixo da tabela na última temporada, deverão ser os outros adversários na corrida contra o rebaixamento.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.