Tamanho do texto

Bloqueio faz parte da decisão da 25ª Vara Federal de Belo Horizonte, que justificou a medida alegando que clube possui dívidas tributárias que chegam aos R$ 223 milhões

Bernard: meia vendido pelo Atlético-MG
Bruno Cantini/Clube Atlético Mineiro
Bernard: meia vendido pelo Atlético-MG

O Atlético-MG foi surpreendido nesta quinta-feira com a notícia que poderia ficar sem R$ 40 milhões dos cerca de R$ 77 milhões arrecadados com a venda do meia-atacante Bernard. O bloqueio do dinheiro faz parte de uma decisão da 25ª Vara Federal de Belo Horizonte, que justificou a medida alegando que o clube possui dívidas tributárias que chegam aos R$ 223 milhões.

Deixe seu recado e comente a notícia com outros torcedores

No final da tarde desta quinta-feira, o departamento jurídico do Atlético-MG se pronunciou sobre assuntos, sem negar a existência da dívida, o clube promete entrar com recurso e espera receber integralmente os valores da transação de Bernard, vendido para os ucranianos do Shakhtar.

Confira a integra da nota divulgada pelo Atlético-MG:

Em relação à notícia de bloqueio pela Justiça Federal de parte dos créditos dos direitos econômicos do atleta Bernard Duarte, o Clube Atlético Mineiro esclarece:

1 - Como é de conhecimento público, os encargos tributários e fiscais, que são antigos no futebol brasileiro, continuam, infelizmente, dificultando a reorganização administrativa e gerencial dos clubes. Aliás, esse problema fiscal e tributário é reconhecido pelo próprio Governo Federal, que tem estudos avançados para alterações substanciais no sistema atual.

2 - Especificamente em relação à ordem de bloqueio judicial envolvendo processos fiscais antigos, informamos que as referidas decisões de 1ª instância serão objeto de recursos ao Tribunal Regional Federal.

A Diretoria

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.