Tamanho do texto

Edmundo dos Santos Silva, que sofreu impeachment, foi derrotado em caso que tramita na Justiça desde 2005

Edmundo Santos Silva, ex-presidente do Flamengo
Divulgação
Edmundo Santos Silva, ex-presidente do Flamengo

Único presidente da história do Flamengo a sofrer impeachment, Edmundo dos Santos Silva foi condenado a devolver R$ 18,7 milhões aos cofres do clube. A decisão foi tomada pelo desembargador Sidney Hartung, da 4ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro.

Comente esta notícia com outros torcedores

A sentença foi proferida no último dia 31, mas só veio à tona nesta quarta-feira. Edmundo ainda pode recorrer. O processo está em trâmite na Justiça desde 2005.

O valor se refere à falta de prestação de contas de negociações de atletas e acordos de patrocínio, no período em que Edmundo esteve à frente do clube, entre 1999 e 2002. A falta de transparência nos gastos foi a principal razão do impeachment sofrido pelo ex-dirigente. Na época, ele chegou a ser acusado de desviar R$ 200 milhões dos cofres do clube.

O desembargador também solicitou que Edmundo pague uma quantia adicional de R$ 500 mil à Justiça por honorários advocatícios. O valor original era de R$ 1,87 milhão, 10% da quantia à qual foi condenado, mas Hartung considerou a soma "excessiva".

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.