Tamanho do texto

Jogos nos novos estádios recebem o dobro do público, mas média total se mantém baixa

Maracanã reabriu para o público carioca e vem tendo boa média neste Brasileirão
WAGNER MEIER / Agif/Gazeta Press
Maracanã reabriu para o público carioca e vem tendo boa média neste Brasileirão

Cinco dos seis estádios construídos para a Copa das Confederações recebem desde julho alguns jogos do Campeonato Brasileiro . Foram 20 partidas até agora espalhadas por Mané Garrincha, Maracanã, Mineirão, Fonte Nova e Arena Pernambuco e a média de público nestas partidas alcança o dobro da média do total das 107 partidas jogadas na atual edição do Brasileiro. 

Nas 20 partidas nas novas arenas a média é de 28.688 pagantes enquanto a média do Brasileirão, nos 107 jogos dispuitados até aqui, é de 14.039. Este número não é muito diferente das médias finais dos últimos três brasileiros (quando as novas arenas não haviam sido inauguradas). Em 2010 a média foi de 14,8 mil, em 2011 de 14,9 mil e em 2012 de 13,1 mil.  

Confira ainda: Brasileirão despenca em ranking de média de público. Alemão segue líder

O recorte é pequeno, mas sinaliza que os novos estádios atraem um público interessado não só em ver os times, mas também as novas "arenas". Quatro dos cinco jogos com mais pagantes neste ano foram em jogos nas novas arenas: três no Mané Garrincha (Santos x Flamengo, Vasco x Flamengo e Flamengo x Coritiba) e um no Maracanã (Flamengo x Botafogo). O quinto, o Gre-Nal do último domingo, também aconteceu num estádio novo, mas que não receberá jogos da Copa. 

Mané Garrincha recebeu a seleção brasileira em junho
Clive Mason/Getty Images
Mané Garrincha recebeu a seleção brasileira em junho

Leia também: Estádios da Copa viram solução contra baixa média de público

Os torcedores de Brasília, carentes de jogos de primeira divisão, vem contribuindo para os principais públicos do Brasileirão. Com muitos flamenguistas no Distrito Federal, o clube carioca se aproveitou disso para fazer do Mané Garrincha sua casa. Ainda que com mando do Santos, a partida com maior público do Brasileirão aconteceu na primeira rodada no estádio "candango" com ampla maioria de torcedores do Flamengo. Os preços salgados (R$ 120 custa o ingresso mais barato para quem não é sócio do Flamengo), não têm afastado o torcedor. 

Públicos históricos do Brasileirão ainda são baixos
Historicamente, as médias de público do Brasileirão são ruins em comparação aos de outros campeonatos pelo mundo. Os novos estádios, tomando por base este primeiro mês de jogos pós Copa das Confederações, podem mudar este cenário. Desde 1971, a maior média de público de um Brasileirão aconteceu em 1983: 22.953. Hoje, o Brasileirão é o 18º entre os principais campeonatos nacionais do mundo , em média de público de seus estádios. O dado é da Pluri Consultoria.

Leia também: Só três clubes do Brasil estão em lista dos 100 que atraem mais público

Clube mais populares do país, Flamengo e Corinthians lideram as médias de público do Brasileirão de 2013. O Corinthians tem média superior a 29 mil por jogo como mandante e o Flamengo leva mais de 27 mil em média. O clube paulista trabalha para ampliar essas médias no novo estádio que está sendo construído em Itaquera, zona leste de São Paulo, para a Copa do Mundo e tentar atrair mais sócios

Fonte Nova recebeu bons públicos em jogos de Bahia e Vitória
Ag. BAPRESS / Divulgação
Fonte Nova recebeu bons públicos em jogos de Bahia e Vitória

Públicos-pagantes nos jogos nos novos estádios no Brasileirão

Fonte Nova

Vitória 2 x 2 Inter – 8.955 pagantes

Bahia 0 x 2 Corinthians – 23.684 pagantes

Vitória 0 x 0 Bahia – 36.996 pagantes

Bahia 2 x 1 Goiás – 13.491 pagantes

Bahia 3 x 0 Flamengo – 26.033 pagantes

Mané Garrincha

Santos 0 x 0 Flamengo – 63.501 pagantes

Flamengo 2 x 2 Coritiba – 55.110 pagantes

Vasco 0 x 1 Flamengo – 61.767 pagantes

Flamengo 3 x 0 Atlético-MG – 31.548 pagantes

Arena Pernambuco

Náutico 1 x 3 Ponte Preta – 20.413 pagantes

Botafogo 1 x 0 Fluminense – 9.669 pagantes

Náutico 3 x 0 Internacional – 19.488 pagantes

Mineirão

Cruzeiro 3 x 0 Náutico – 15.528 pagantes

Cruzeiro 4 x 1 Atlético-MG – 35.301 pagantes

Cruzeiro 1 x 0 Coritiba – 25.108 pagantes

Maracanã

Vasco 1 x 3 Fluminense – 34.634 pagantes

Flamengo 1 x 1 Botafogo – 38.853 pagantes

Fluminense 1 x 0 Cruzeiro – 13.882 pagantes

Botafogo 2 x 0 Vitória – 14.825 pagantes

Vasco 2 x 3 Botafogo – 24.979 pagantes


    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.