Tamanho do texto

Resultado no interior paulista mantém as duas equipes na metade de baixo da tabela de classificação da Série B

Mesmo jogando a maior parte do tempo com um home a mais e tendo o apoio da torcida, o Bragantino, que saiu na frente, não conseguiu segurar o resultado diante do Avaí e empatou em 1 a 1 com os catarinenses.

Confira classificação, tabela de jogos e artilharia da Série B do Campeonato Brasileiro

Depois de Álvaro abrir o placar logo aos cinco minutos, após falha do goleiro Diego, os donos da casa permitiram o empate, que veio com Diego Jardel. Com o ponto conquistado, o Braga chega a 16, mas perde uma posição para o Icasa e agora é o 11º colocado. O Avaí, por sua vez, também com 16 pontos, é o 12º, perdendo para os paulistas no critério do saldo de gols.

O jogo - O Bragantino começou a partida melhor e, em pouco tempo, impôs um bom ritmo de jogo e sufocou o Avaí em seu campo de defesa, obrigando os catarinenses a recorrerem a chutões para evitar o primeiro gol do Massa Bruta.

Porém, em um desses chutões, aos cinco minutos, os avaianos concederam escanteio ao Braga. A cobrança foi perfeita na cabeça de Álvaro, que também contou com a saída atrapalhada de Diego e cabeceou para as redes, abrindo o placar.

Logo no minuto seguinte, o volante Geandro perdeu uma grande chance de ampliar a vantagem. Dudu colocou o meio-campista em boas condições de finalizar, dentro da pequena área, mas ele mandou por cima do gol.

Aos 13 minutos, foi a vez de Paulinho desperdiçar boa chance. O atacante do Massa Bruta recebeu dentro da área e bateu forte, mas viu Diego se recuperar da falha no lance do primeiro gol e fazer grande defesa.

Aos 19 minutos, Alê parou um contra-ataque dos mandantes e recebeu o segundo cartão amarelo, sendo expulso logo em seguida.

O Bragantino aproveitou a superioridade numérica e continuou pressionando. Paulinho, Bruninho e Kadu, de cabeça, quase levaram sua equipe ao terceiro gol, mas quem balançou as redes foi o Avaí.

Aos 36 minutos, Márcio Diogo ficou com a sobra após cobrança de escanteio afastada parcialmente. Ele rolou para Diego Jardel bater de fora da área, rasteiro, no cantinho, e empatar o jogo.A partir de então, o jogo ficou mais equilibrado e as equipes foram para os vestiários praticamente iguais na partida. E elas voltaram assim para a etapa complementar.

O Bragantino dominava a posse de bola, mas tinha dificuldades para criar, enquanto o Avaí, que se defendia bem, respondia, quando podia em contra-ataques.

Aos nove minutos, Dudu fez jogada individual, driblou Ricardinho e soltou a bomba para o gol. Diego se esticou e fez linda defesa.

FICHA TÉCNICA -  BRAGANTINO 1 X 1 AVAÍ

Local: Estádio Nabi Abi Chedid, em Bragança Paulista (SP)
Data: 06 de agosto de 2013, terça-feira.
Horário: 21h50 (de Brasília)
Árbitro: Paulo H. Schleich Volkopf (MS)
Assistentes: Eduardo de Souza Couto (RJ) e Esdras Mariano de Lima Albuquerque (AL)
Cartões amarelos: Álvaro, Dudu, Diogo Silva e Glauber e Lincom (Bragantino); Aelson, Diego, Reis e Alê (Avaí)
Cartões Vermelhos: Alê (Avaí)
Gols:
BRAGANTINO: Álvaro, aos 5 minutos do primeiro tempo
AVAÍ: Diego Jardel, aos 36 minutos do primeiro tempo

BRAGANTINO: Leandro Santos; Álvaro, Gláuber (Serginho) e Kadu; Diogo Silva, Geandro, Bruninho (Lincom), Tiaguinho e Léo Jaime (Rafael Costa); Paulinho e Dudu.
Técnico: Vágner Benazzi

AVAÍ: Diego; Ricardinho, Leandro Silva, Bruno Maia e Héracles (Aelson); Alê, Diego Jardel, Cléber Santana e Marquinhos; Márcio Diogo (Luciano) e Reis (Rodrigo Thiesen).
Técnico: Hemerson Maria

O Avaí respondeu no contra-ataque. Aelson avançou pela esquerda e acionou Márcio Diogo, que aproveitou falha da zaga, para finalizar. No entanto, o chute foi para fora.

Aos 15 minutos, foi a vez dos anfitriões perderem chance clara de gol. Paulinho aproveitou furada de Bruno Maia, mas cara a cara com Diego, mandou para fora.

Aos 17, a melhor chance do segundo tempo até então. Aelson avançou sozinho pela esquerda e, mesmo sem ângulo, acertou um belo chute na trave direita de Leandro Santos.

O ritmo frenético dos primeiros 20 minutos diminuiu muito e o jogo ficou truncado, com muitas faltas e menos chances de gol e o empate em 1 a 1, resultado final acabou sendo o resultado mais justo, apesar da superioridade dos donos da casa no primeiro tempo.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.