Tamanho do texto

Recém-contratado, volante argentino teve ruptura muscular de grau 3 na coxa e ainda não sabe se terá de ser operado

Guinazu, volante do Vasco
Divulgação
Guinazu, volante do Vasco

O técnico Dorival Júnior recebeu duas notícias ruins na tarde desta terça-feira. Os volantes Guiñazu e Sandro Silva, lesionados, vão desfalcar o Vasco nas próximas partidas. O caso mais grave é a do argentino, que teve ruptura muscular de grau 3 no músculo superior da coxa direita e ficará, no mínimo, três meses longe dos gramados. Ele poderá até ser operado.

"Ainda vamos fazer um novo exame de imagem na próxima semana para saber se será necessário operar ou não. No entanto, mesmo se não for necessária a cirurgia, o jogador ficará um longo período em recuperação. Sendo muito otimista, são dois meses fora", afirmou o médico Albino Pinto.

Deixe seu recado e comente a notícia com outros torcedores

Já Sandro Silva, com estiramento no joelho, vai ficar fora do time por três semanas. Com isso, Dorival Júnior já iniciou a monatagem da equipe sem os jogadores e escalou no treino Fillipe Soutto e o jovem Fabrício Baiano, que veio das categorias de base. Isso porque Wendel, substituto natural do setor, está suspenso pelo terceiro cartão amarelo.

Outra ausência por suspensão será o zagueiro Renato Silva. Com isso, Jomar ganha nova chance entre os titulares. A boa notícia foi a participação de Juninho Pernambucano, que praticamente garantiu presença na partida. Assim, a escalação do Vasco para encarar a Ponte Preta, nesta quinta-feira, em São Januário, deverá ter: Diogo Silva, Nei, Jomar, Rafael Vaz e Yotún; Fabrício Baiano, Fillipe Soutto, Pedro Ken e Juninho Pernambucano; Éder Luís e André.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.