Tamanho do texto

Renato Augusto e Guerrero anotaram os gols do time paulista ainda no primeiro tempo

O técnico Tite gosta de dizer que "o Campeonato Brasileiro premia vitórias". Até então, portanto, o Corinthians ainda não havia justificado uma ascensão na tabela de classificação nacional. A situação começou a mudar na tarde deste domingo, com um triunfo por 2 a 0 sobre o Criciúma no Estádio Heriberto Hülse.

Veja a classificação e a tabela de jogos do Campeonato Brasileiro

Foi a primeira vez na competição que o Corinthians venceu dois jogos seguidos - na rodada passada, havia feito 2 a 0 contra o Grêmio, em casa. O time de Tite já não perde há quatro partidas, desde o 1 a 0 aplicado pelo Atlético-MG em 14 de julho, no Pacaembu, se contabilizados também os empates com Atlético-PR (1 a 1) e São Paulo (0 a 0).

Guerrero desencantou e marcou um dos gols do Corinthians
Cristiano Andujar/Agif/Gazeta Press
Guerrero desencantou e marcou um dos gols do Corinthians

Agora com 17 pontos, o Corinthians não comemora apenas o fato de iniciar uma aproximação dos primeiros colocados do Brasileiro. A equipe teve uma atuação convincente, com gols de Renato Augusto (em belo chute de fora da área) e Guerrero (de pênalti) no primeiro tempo, antes do clássico com o Santos, que será disputado na quarta-feira, na Vila Belmiro.

Já o Criciúma está um pouco mais perto da zona de rebaixamento, ainda com 11 pontos. Os comandados de Vadão terão mais um jogo em casa para tentar a reação na quarta-feira, contra o Cruzeiro.

O jogo
O sol estava tão intenso sob o Heriberto Hülse que o goleiro Cássio recorreu a um boné preto, de aba reta, para conseguir enxergar melhor a partida. Sem trabalhar muito, ele viu de longe um time vestido de azul (cor do uniforme que o Corinthians escolheu para enfrentar o Criciúma) dominar todo o primeiro tempo.

Jogando em casa e incentivado por sua vibrante torcida, o Criciúma até tentou tomar a iniciativa de atacar. Um chute bastante torto de Leandro Brasília logo aos três minutos, no entanto, foi o prenúncio das dificuldades que estavam por vir contra um Corinthians ajustado com dois armadores, Renato Augusto e Danilo.

Renato Augusto rapidamente se tornou o principal jogador em campo. Sua qualidade técnica ficou comprovada aos 10 minutos, com um golaço. O meia ajeitou a bola de fora da área e finalizou com extrema categoria, acertando o ângulo da meta defendida por Helton Leite. Era o que o Corinthians precisava para ganhar ainda mais tranquilidade.

Corinthians bateu o Criciúma no Sul
Giuliano Gomes/Gazeta Press
Corinthians bateu o Criciúma no Sul

Com Renato Augusto inspirado, sempre buscando tabelas com Danilo, Romarinho e Edenílson, parecia ser questão de tempo para o placar mudar outra vez. E foi. Aos 25 minutos, o lateral direito corintiano avançou com liberdade depois de bola enfiada por Guilherme e só parou ao ser derrubado por Elton. Pênalti.

A cobrança da penalidade permitia ao Corinthians a chance de resgatar a confiança de seu centroavante. Incomodado por não ter marcado gols nos últimos jogos, o peruano Paolo Guerrero se apresentou para bater e não desperdiçou: bola no ângulo, seguida de um abraço aliviado em Danilo e de festa visitante nas arquibancadas.

Abatido com a desvantagem, o Criciúma passou a investir em lançamentos e cruzamentos sem direção - também porque o Corinthians era compacto e impedia jogadas mais trabalhadas. Para piorar, o time da casa perdeu Elton, lesionado, que cedeu a sua vaga ao rechonchudo ex-palmeirense Daniel Carvalho.

Como a alteração não foi suficiente para o Criciúma ganhar terreno no Heriberto Hülse, o técnico Vadão aproveitou o intervalo para mudar novamente a formação de sua equipe: Gilson substituiu Ivo. A principal mudança exigida pelo comandante, contudo, era de postura.

Apesar de o Criciúma realmente ter demonstrado mais empenho, o time que colocou a bola na rede no princípio do segundo tempo foi o do Corinthians. Mas não valeu. Aos seis minutos, Romarinho aproveitou uma indefinição dentro da área adversária para chutar rasteiro para o gol. A arbitragem viu impedimento na jogada.

O gol anulado foi resultado de um raro lance ofensivo do Corinthians em 20 minutos de segundo tempo. Atrás no placar, o Criciúma se lançou ao ataque de forma desorganizada para tentar levar vantagem do ritmo mais lento dos visitantes, inclusive com a entrada de Fabinho na posição de Leandro Brasília.

O ímpeto dos donos da casa não chegou a incomodar o Corinthians, que buscou se reanimar com a troca de Romarinho por Emerson. Mais tarde, Tite apostou também em Douglas, revelado pelo Criciúma, e Ibson como substitutos de Danilo e Guerrero. Àquela altura, porém, a primeira sequência de vitórias no Campeonato Brasileiro já estava assegurada  - enquanto a torcida do Criciúma fazia uma festa polêmica com sinalizadores.

Veja fotos da rodada de domingo do Brasileirão:


FICHA TÉCNICA
CRICIÚMA 0 X 2 CORINTHIANS

Local: Estádio Heriberto Hülse, em Criciúma (SC)
Data: 4 de agosto de 2013, domingo
Horário: 16 horas (de Brasília)
Árbitro: Sandro Meira Ricci (PE)
Assistentes: Rodrigo Pereira Joia e Rodrigo Henrique Correia (ambos do RJ)
Cartões amarelos: Elton, Amaral e Daniel Carvalho (Criciúma); Danilo e Emerson (Corinthians)
Gols: CORINTHIANS: Renato Augusto, aos 10, e Guerrero, aos 25 minutos do primeiro tempo

CRICIÚMA: Helton Leite; Suéliton, Fábio Ferreira, Matheus Ferraz e Marlon; Amaral, Elton (Daniel Carvalho), Leandro Brasília (Fabinho) e Ivo (Gilson); Lins e Wellington Paulista
Técnico: Vadão

CORINTHIANS: Cássio; Edenílson, Gil, Paulo André e Fábio Santos; Ralf, Guilherme, Danilo (Douglas) e Renato Augusto; Romarinho (Emerson) e Guerrero (Ibson)
Técnico: Tite


    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.